logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

CANTEIRO

Avalie este item
(0 votos)

Desenvolvimento da Zona Leste em pauta
O tema foi abordado no dia 10 de abril, na sede do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), na Capital, durante reunião do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de São Paulo. Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Econômico da cidade, José Alexandre Sanches, apresentou o plano elaborado pela gestão atual visando o desenvolvimento da região. Esse inclui a instituição de um Parque Tecnológico e de polos econômicos. 
Após sua preleção, os conselheiros apresentaram questionamentos e foi proposta a elaboração de um documento a ser encaminhado a todos os candidatos à Prefeitura de São Paulo nas eleições deste ano, o qual inclua demandas relativas a questões de natureza tecnológica. O SEESP integra o conselho.


CNTU e Rio+20
Com o intuito de elaborar sua política no contexto da Rio+20, conferência das Nações Unidas a se realizar em junho próximo, e da Cúpula dos Povos, que reunirá no período os movimentos sociais em torno do tema, a CNTU (Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados) promoverá seminário em 18 de maio próximo. A iniciativa ocorrerá no auditório do SEESP, na Capital paulista, a partir das 9h. Mais informações pelo telefone (11) 3113-2641.


Vagas, orientação, treinamentos
Por intermédio de sua área de Oportunidades & Desenvolvimento Profissional, o SEESP oferece diversos serviços aos engenheiros. Entre eles, orientação profissional (vocacional) e para elaboração de currículo, coaching de carreira e emissão de carteira de trabalho (primeira e segunda vias), via convênio com o Ministério do Trabalho e Emprego. Além disso, conta com o Programa Engenheiro Completo, através do qual coloca à disposição da categoria treinamentos diversos, mediante parcerias. E permite a divulgação de portfólio e projetos/serviços por intermédio do Engenheiro Online. Outro serviço é o cadastramento de currículos e vagas. Consulte aqui e se candidate. Mais informações pelos telefones (11) 3113-2669/74.


Data-base
1º de maio – As pautas de reivindicações dos engenheiros da CET, Cetesb, Dersa, Metrô e SPTrans já foram protocoladas nas respectivas empresas. No caso das SPTrans, este ano, abrange somente as cláusulas econômicas do acordo bianual em vigor (2011/2013). Em todas as pautas destacam-se: reajuste salarial extensível aos demais benefícios equivalente à variação integral do maior dentre índices inflacionários acumulados no ano anterior à data-base (ICV-Dieese, IPC-Fipe e INPC-IBGE); aumento real a título de produtividade (de 13,8% no Metrô e de 5% nas demais empresas); cumprimento da lei do salário mínimo profissional e Participação nos Lucros e Resultados. À exceção da SPTrans, em que esse tema não está sendo tratado nessa campanha, as demais pautas prevêem estabilidade no emprego na vigência do acordo entre 98% e 100% do quadro de profissionais.
1º de junho – No dia 12 de abril foi realizada assembleia dos engenheiros da Elektro, com aprovação da pauta de reivindicações da categoria. Além disso, estavam agendadas assembleias em todo o Estado na Cteep (16, 18, 19 e 20 de abril), Duke Energy (24 e 25 deste mês) e AES Tietê (2, 3 e 5 de maio).


Palestra sobre piso dos engenheiros 
O jurista e ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Francisco Rezek abordará o tema no dia 24 de abril, a partir das 15h, na sede do SEESP, na Capital. Em 2009, por solicitação da FNE (Federação Nacional dos Engenheiros), ele elaborou parecer técnico comprovando a constitucionalidade da Lei 4.950-A/66, que estabelece o piso do engenheiro e de outros trabalhadores para jornada de oito horas diárias em nove salários mínimos.


Aprovada norma de trabalho em altura 
Proposta pela FNE (Federação Nacional dos Engenheiros), foi aprovada em março último a Norma Regulamentadora nº 35 sobre trabalho em altura. A portaria do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) relativa ao tema, de número 313, foi publicada no Diário Oficial da União no dia 27 daquele mês. Essa cria ainda a CNTT (Comissão Nacional Tripartite Temática) da NR 35, com o objetivo de acompanhar a implantação da nova regulamentação. 
A ideia de criar a NR-35 surgiu após a realização do “1º Fórum Internacional de Trabalho em Altura”, em setembro de 2010, em São Paulo, promovido pela FNE em parceria com o SEESP, a Ideal Work e o MTE. Preocupada com essa questão, a federação solicitou ao Ministério do Trabalho a criação de um grupo tripartite para elaboração de uma norma específica para trabalho em altura. A NR 35 estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura. Clique aqui para ler mais sobre o assunto.


SEESP na TV
A partir deste mês, a TV aberta em São Paulo e outros 48 canais comunitários no Interior do Estado exibem semanalmente programa de televisão do SEESP, intitulado Jornal do Engenheiro. Acompanhe em breve neste site a grade e os horários.




Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda