GRCS

Opinião - Atuar pelos objetivos do desenvolvimento sustentável

Avalie este item
(0 votos)

Ieda F. De Donato

Um novo desafio principalmente aos trabalhadores de todo o mundo está no horizonte: a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) – aprovada na Cúpula da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o Desenvolvimento Sustentável em 25 a 27 de setembro de 2015. Os cinco Ps da Agenda 2030 da ONU são: pessoas, prosperidade, paz, parcerias e planeta.

Dentro dessa agenda, os itens relativos aos trabalhadores abrangem igualdade de gênero, erradicação do trabalho escravo, capacitação continuada, remuneração justa e a responsabilidade pela execução do trabalho no afã de sempre “fazer certo da primeira vez”, garantindo assim a eliminação do desperdício também de matéria-prima. Ao todo, são 17 ODS, com suas respectivas 169 metas, até 2030, a saber:

• Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.
• Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e a melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.
• Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.
• Assegurar a educação inclusiva equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.
• Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.
• Garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos.
• Garantir acesso à energia barata, confiável, sustentável e renovável para todos.
• Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.
• Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação.
• Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.
• Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.
• Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.
• Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.
• Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.
• Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda da biodiversidade.
• Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.
• Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

É crucial a participação ativa de todos, globalmente, incluindo governos e os diversos segmentos da sociedade civil, como setor privado, organizações de trabalhadores, movimentos sociais, academia, mídia, além da própria ONU. Todas as ações do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), tendo em mente a necessidade da finalização do trabalho nesse âmbito. A pretensão é “não deixar ninguém para trás” no processo de desenvolvimento sustentável.

 

Ieda F. De Donato é engenheira eletricista, com especialização em gestão pública. Pós-graduanda em Segurança Alimentar e Nutricional pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), é membro do Conselho Tecnológico do SEESP

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda