logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Opinião - Apostar na inovação contra a crise

Avalie este item
(1 Votar)

Fernando Palmezan Neto

Martiniano de Carvalho, 170 – Bela Vista – São Paulo, sede do Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec). Nesse endereço, está acontecendo uma experiência instigante. Aproximadamente 50 jovens de várias regiões do País estudam engenharia sob uma ótica absolutamente inovadora. A iniciativa é do SEESP, única entidade sindical do País a manter uma instituição de ensino superior que oferece graduação.
Nessa perspectiva, os alunos do primeiro curso de Engenharia de Inovação do Brasil estão sendo preparados por competentes professores que desenvolveram uma metodologia de ensino em que os estudantes aprendem a aprender ao invés de serem simplesmente ensinados. No ambiente de trabalho atual, não sobrevivem os profissionais que não buscarem constantemente atualização de conhecimento e não se capacitarem de forma abrangente. Assim, além de uma sólida formação básica nas competências técnicas, científicas e da engenharia, os estudantes são orientados à visão empresarial, empreendedora, social e humana.
O esforço empreendido pelo SEESP de criar o Isitec e oferecer uma formação que tem a inovação como foco central traduz também a convicção da entidade na importância de se fazerem investimentos nessa área. E no Brasil há muito que se avançar. Apenas 19% das 100 empresas mais inovadoras do País – conforme dados do Valor Econômico – atingem a média mundial de inversões de 3,5% do seu faturamento. Incluindo o setor público, o investimento nacional anual em pesquisa e desenvolvimento é de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB), ainda distante da meta de 2%.
Sendo provável que a crise fiscal impacte de forma negativa a fatia do investimento público, será necessário que a iniciativa privada se reinvente, abandonando formas conservadoras e imediatistas de gestão para, através da inovação, passar a planejar com visão de futuro. As empresas que ousarem nesse rumo serão mais competitivas e produtivas e, consequentemente, estarão mais preparadas para enfrentar desafios que sem dúvida serão cada vez mais complexos.
Nosso país enfrenta uma crise intensa e preocupante. É essencial que utilizemos de seriedade, competência e criatividade para superá-la. Inovação, ciência e tecnologia seguramente são ferramentas vitais nesse enfrentamento. Não apenas na superação da crise, mas também no estabelecimento de um novo e sólido patamar de desenvolvimento com incremento de produtividade.
Nesse aspecto, o SEESP, através do Isitec, oferece sua contribuição, preparando futuros profissionais, altamente capacitados, para gerir e atuar em processos inovadores em nosso mercado de trabalho. Política séria e engenharia inovadora: boas dicas para superarmos a crise.


Fernando Palmezan Neto é diretor administrativo e financeiro do Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec), diretor do SEESP e coordenador do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda