logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

16/09/2010

São Paulo lança hoje Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação

 

Instalação do conselho será nesta quinta-feira, 16 de setembro, no Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp), em evento aberto ao público

      O Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de São Paulo será lançado nesta quinta-feira, 16 de setembro, às 19h, no Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp). O evento é aberto ao público e vai dar posse a 24 membros titulares e 24 suplentes, dentre eles representantes do poder público, instituições e sociedade civil.
      O conselho foi instituído pela Lei n° 15.247/2010, de autoria do vereador Eliseu Gabriel (PSB). Para o vereador, trata-se de conquista fundamental, pois preenche lacuna em uma localidade que se configura como o maior centro produtor de ciência e tecnologia no Hemisfério Sul.
      "Embora abrigue aqui as instituições de ensino e pesquisa mais importantes do Brasil e organizações como o Seesp, que tem todo um conjunto de técnicos voltados ao desenvolvimento da CT&I, a cidade aproveita pouco toda essa produção de conhecimento para sua gestão. Queremos, com esse conselho, incentivar a aplicação desse potencial científico-tecnológico e de inovação, aprimorando as condições de atuação do poder público municipal. Isso pode influenciar decisivamente a melhora da qualidade de vida, de saúde, do transporte, da habitação e até do meio ambiente", explica Eliseu.
      Entre as competências do conselho estão identificar demandas, analisar e opinar sobre planos gerais e específicos relacionados ao desenvolvimento da CT&I em território paulistano e sua aplicação; cooperar na concepção, implementação e avaliação de políticas públicas para a área; contribuir com iniciativas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho de São Paulo por meio de programas e instrumentos que promovam a transferência de tecnologias ao setor produtivo, com ênfase e médias, pequenas e microempresas e no empreendedorismo social, para a geração de postos de trabalho e renda; estimular a geração, difusão e popularização do conhecimento, bem como de novas técnicas; e atuar em sinergia com os demais conselhos municipais.
      A primeira iniciativa de seus membros deve ser a elaboração de texto da lei municipal de inovação, com um fundo público-privado acoplado e laboratórios parceiros que as pequenas e médias empresas teriam acesso. A proposta deverá encaminhada ao Plenário da Câmara dos Vereadores de São Paulo pelo Executivo local.
      Além disso, devem discutir a descentralização das atividades do conselho, com a formação de pelo menos quatro grupos de trabalho junto a quatro subprefeituras, de modo a cobrir as regiões Norte, Sul, Leste e Oeste.

 

Assessoria de Imprensa do Seesp

 

 

Lido 2601 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda