GRCS

11/02/2014

Ministério discute campanha de prevenção de acidente no setor elétrico

O Ministério da Previdência Social realiza reunião para discutir a elaboração e realização de uma campanha nacional de prevenção de acidente de energia elétrica, nesta quarta-feira (12/02), em Brasília. O diretor do SEESP, José Manoel Teixeira, observa que a iniciativa é muito oportuna, lembrando que o sindicato, inclusive, já externou sua preocupação com relação aos acidentes no setor junto à Agência Reguladora de Saneamento e Energia (Arsesp) e ao Ministério Público do Trabalho.

Estudo do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) aponta que de cada 10 vítimas de acidentes de trabalho no Brasil, oito são terceirizados. Em outros setores, as estatísticas não deixam dúvidas de que o maior número de acidentes de trabalho, fatais ou não, vitima trabalhadores de empresas prestadoras de serviço.

No setor elétrico, onde mais da metade da força de trabalho é terceirizada – em 2008 eram 101 mil trabalhadores próprios contra 121 mil terceirizados – o número de mortes é bem maior entre os terceirizados. Dados apurados pelo Dieese mostram que a taxa de mortalidade foi 3,21 vezes superior entre os terceirizados do que o verificado entre trabalhadores nos quadros próprios das empresas. A taxa ficou em 47,5 para os terceirizados contra 14,8 para os trabalhadores do quadro próprio das empresas, entre os anos de 2006 a 2008.


Rosângela Ribeiro Gil
Imprensa - SEESP








Lido 2785 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda