logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

19/10/2023

Dominando dados para sempre inovar

Carlos Magno Corrêa Dias * 

 

Já há algum tempo o homem é capaz de escrever tudo utilizando “sequências de zeros e uns”, sendo possível dizer que toda informação no mundo é hoje enunciada com “zeros e uns”, em qualquer idioma e local do mundo.

 

Imagem: Pixabay/Agência Fapesp

 

Considere-se, por exemplo, a expressão enunciada (“codificada”) a seguir:

 

00110001 00111001 00100000 01100100 01100101 00100000 01101111 01110101 01110100 01110101 01100010 01110010 01101111 00100000 11101001 00100000 01101111 00100000 01000100 01101001 01100001 00100000 01100100 01101111 00100000 01010000 01110010 01101111 01100110 01101001 01110011 01110011 01101001 01101111 01101110 01100001 01101100 00100000 01100100 01100101 00100000 01001001 01101110 01100110 01101111 01110010 01101101 11100001 01110100 01101001 01100011 01100001 00100000 01100101 00100000 01101111 00100000 01000100 01101001 01100001 00100000 01001110 01100001 01100011 01101001 01101111 01101110 01100001 01101100 00100000 01100100 01100001 00100000 01001001 01101110 01101111 01110110 01100001 11100111 11100011 01101111 00101110 00100000 01000100 01101111 01101101 01101001 01101110 01100001 01101110 01100100 01101111 00100000 01100100 01100001 01100100 01101111 01110011 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01110011 01100101 01101101 01110000 01110010 01100101 00100000 01101001 01101110 01101111 01110110 01100001 01110010 00101110

 

O conjunto de “uns” e “zeros” em questão parece até estranho ou (talvez) complicado, mas, na verdade, decodificando a expressão binária precedente, tem-se (em qualquer parte do planeta) a simples tradução: “19 de outubro é o Dia do Profissional de Informática e o Dia Nacional da Inovação. Dominando dados para sempre inovar.”.

 

O domínio dos dados é fonte infinita de inovação nas mãos dos profissionais de informática, sendo a informática e a inovação as grandes determinantes do futuro e na atualidade.

 

Em 19 de outubro celebra-se o Dia do Profissional de Informática e o Dia Nacional da Inovação tanto para incentivar cada vez mais o desenvolvimento de uma economia sustentável centrado na inovação e no necessário crescimento tecnológico quanto para ressaltar a importância dos profissionais responsáveis pelas tecnologias que fazem, por meio da informática, o mundo funcionar.  

 

Também há de se relembrar que, na tarde do dia 19 de outubro de 1901, o formidável aeronauta brasileiro Alberto Santos Dumont (1873-1932) realizava o primeiro voo homologado da história ao conquistar o Prêmio Deutsch, quando com seu dirigível número 6 contornou a Torre Eiffel, cumprindo um circuito com tempo e caminho preestabelecidos sob testemunho oficial, com os necessários registros comprobatórios da época.

 

O Dia Nacional da Inovação no Brasil é uma homenagem ao grande Alberto Santos Dumont, aquele que é o “Mestre dos Ares da Aviação Prática”, o primeiro aeronauta a construir, voar e controlar a primeira aeronave dirigível prática (uma das maiores invenções do homem e, possivelmente, a mais importante inovação de todos os tempos).

 

Informática e inovação, embora interdependentes uma da outra, são, em distintos aspectos, principalmente no mundo 4.0 ou na Quarta Revolução Industrial, na era da transformação digital, no presente dos sistemas Ciberfísicos, no mundo dos robôs humanoides e dos humanos digitais, responsáveis pelo absurdo, complexo e contínuo desenvolvimento que se experimenta dia após dia.

 

Os chamados “dominadores de dados” (os profissionais de informática ou das Tecnologias de Informação e Comunicação – TIC), responsáveis pelos Sistemas de I/O (Input/Output) que mantêm em rotinas programadas o mundo sempre ligado, funcionando e avançando continuamente, respiram inovação para, a cada dia, gerar mais e melhores soluções para a humanidade viver mais adequadamente e por muito mais tempo.

 

No mundo da transformação digital tudo gira em função de “zeros” e “uns”. São 256 valores distintos que podem ser representados com um byte de oito bits.

 

Os computadores trabalham com impulsos elétricos que são representados por 0 (zero) ou 1 (um), significando, respectivamente, corte de energia (0) ou passagem de energia (1). Os computadores são baseados, então, em um sistema binário de sequências dos valores “zero” e “um” somente.

 

Um bit (BInary digiT) corresponde a cada um dos mencionados impulsos elétricos. Um byte é o conjunto de oito bits. Duzentos e cinquenta e seis = 2x2x2x2x2x2x2x2. Um bit é a menor unidade de informação em sistemas digitais, e um byte é a unidade básica para representar caracteres. Assim, um único byte conta com 256 combinações de bits, representando até 256 símbolos diferentes.

 

Veja-se que na “sequência de uns e zeros” inicialmente considerada, cada “pedaço do código” é composto por um byte de oito bits, representando cada um dos caracteres das correspondentes palavras utilizadas. Assim, por exemplo, o código “01001001  01101110  01101111  01110110  01100001” traduz-se como a palavra “inova”. E o fundamental é que em qualquer local do planeta, independentemente do idioma que se entenda, a tradução (a decodificação) será sempre a mesma.

 

Na dupla celebração em 19 de outubro, Dia Nacional da Inovação e Dia do Profissional de Informática, tem-se, também, uma simbiose entre Ciência e Tecnologia que se tornou um caminho sem volta e que produzirá inolvidáveis e inovadores resultados para o bem da humanidade. 

 

O Dia Nacional da Inovação foi criado em 14 de janeiro de 2010, pela Lei no. 12.193. Quanto ao Dia do Profissional de Informática, não se sabe ao certo porque é festejado em 19 de outubro de cada ano.

Inovação é sinônimo de riqueza ou meio pelo qual se pode adquirir riquezas das mais distintas em todos os campos. Por seu intermédio, é possível, por exemplo, o estabelecimento de uma economia competitiva forte, em expansão, próspera e sustentável; a agregação de qualidade na produção de bens, serviços e processos; o aumento significativo de patentes e marcas de inúmeros produtos; bem como a melhoria e ampliação significativa dos postos de trabalho, com mais e melhores empregos e maiores salários.

 

Reconhecer que a inovação é, incondicionalmente, determinante para o desenvolvimento e progresso dos países é condição básica para as nações evoluídas se desenvolverem com soberania e melhores possibilidades.

 

Quando se pensa em um conceito para inovação, depara-se, inevitavelmente, com uma variedade muito grande de possibilidades, dada a abrangência das correspondentes aplicações e consequências. Entretanto, é aceitável entender a inovação como “a exploração com sucesso de novas ideias para a geração do aumento de faturamento, acesso a novos mercados, aumento das margens de lucro, ampliação da renda ou aumento do número de postos de trabalho, dentre outros benefícios, seja para as empresas ou países”.

A inovação, além de catalisadora de possibilidades, gera inúmeras vantagens competitivas para as empresas a médio e longo prazos que permitem a sustentabilidade, dado que tem a capacidade de agregar tanto valores materiais quanto imateriais, seja das pessoas ou das organizações.

 

Sendo agente efetiva na ampliação do número e do nível de empregos e de renda, invariavelmente a inovação pode gerar novos ou melhores produtos e/ou processos, criando, muito fácil e rapidamente, novos mercados, novos modelos de negócio, novos métodos organizacionais.

 

São inegáveis, também, os inúmeros benefícios gerados pelos profissionais da informática (os dominadores de dados) que, diuturnamente, mudam, transformam, melhoram a realidade presente. Na verdade, não há como pensar o mundo atual sem a excelente e determinante ação contínua e constante desses profissionais. Simplesmente não tem como.

 

Os profissionais que mantêm os Sistemas de I/O (Input/Output) em rotinas programadas garantem o mundo sempre ligado, funcionando e avançando seguidamente.

Analistas de sistemas, analistas de processos, designers de softwares, projetistas, analistas de suporte, técnicos em manutenção, administradores de rede, programadores, assistentes de informática, engenheiros da computação, cientistas da computação, bacharéis em informática, tecnólogos em computação, computólogos, professores de informática e de computação, profissionais de TIC e de suporte, gerentes e CEOs de TIC, dentre tantos outros, são imprescindíveis para o mundo funcionar.

 

“Originalmente, o vocábulo ‘informática’ fazia referência à junção das palavras ‘informação’ e ‘automática’. Todavia, como ciência, a informática é tomada como o campo do saber que estuda o processamento automático de informações por intermédio do computador, sendo resultado da existência do computador. Informática é aceita, também, como a ciência que funde, em dada medida e em particular grau de complexidade, os conceitos de matemática e informação”. Todavia, os profissionais de I/O, de informática, são os “dominadores de dados”, com seus códigos geradores de zeros e uns que movimentam todo o mundo inteligível.

Esses profissionais, tanto quanto a própria informática, são bons sinônimos para inovação, dado que impõem padrões inolvidáveis e transformadores de realidades a todo momento, em qualquer lugar do mundo.

 

É uma feliz coincidência que no mesmo dia 19 de outubro seja comemorado tanto o Dia da Inovação quanto o Dia do Profissional de Informática – também denominado Profissional de Tecnologia da Informação (TI) ou Profissional de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). 

 

Que os profissionais de informática inovem cada vez mais, e a inovação continue sendo sua matéria-prima. Salve o Dia do Profissional de Informática e o Dia Nacional da Inovação.

 

* Carlos Magno Corrêa Dias é professor, pesquisador, conselheiro consultivo do Conselho das Mil Cabeças da CNTU, conselheiro sênior do Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial (CPCE) do Sistema Fiep, líder/fundador do Grupo de Pesquisa em Desenvolvimento Tecnológico e Científico em Engenharia e na Indústria (GPDTCEI) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), líder fundador do Grupo de Pesquisa em Lógica e Filosofia da Ciência (GPLFC) do CNPq e personalidade empreendedora do Estado do Paraná pela Assembleia Legislativa (Alep)

 

Lido 308 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda