GRCS

19/06/2020

Webinar reforça importância da engenharia nas cidades

Jéssica Silva
Comunicação SEESP

 

Na última quinta-feira (18/6), o SEESP realizou o webinar intitulado “A engenharia como protagonista no desenvolvimento municipal”, com a participação de Ricardo Nunes, vereador em São Paulo pelo MDB, e Valderci Malagosini Machado, subprefeito de Capela do Socorro.

 

A atividade foi transmitida pelo canal do sindicato no Youtube e pela fanpage no Facebook, com a mediação do presidente do SEESP, Murilo Pinheiro, e do diretor Marcos Garcia.

 

Garcia contextualizou o momento atual de pandemia causada pelo novo coronavírus, em que precariedades das infraestruturas das cidades foram expostas, o que traz desafios e a necessidade da retomada da engenharia. “Não há crescimento sem união das políticas públicas com a engenharia”, afirmou. WebinarEngCidade

 

Neste sentido, Nunes ressaltou o importante trabalho da categoria na rápida construção dos hospitais de campanha, desenvolvidos para dar suporte à área da saúde no tratamento dos pacientes com Covid-19.

 

O vereador foi presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sonegação Tributária, criada em 2018 para apurar práticas ilegais cometidas contra a Fazenda municipal por prestadores de serviços na cidade de São Paulo, especialmente em possíveis casos de sonegação de impostos.

 

Segundo ele, mais de 1,5 bilhão de reais de impostos sonegados foram revertidos ao município por meio da CPI, que investigou endereços fantasmas de grandes bancos. “Além dos recursos para a cidade, também foi dado um recado [...] Por que uma instituição financeira tão grande faz uma coisa dessas? Por confiar na impunidade. Mas acaba encontrando pessoas determinadas, empenhadas em defender e valorizar o voto que lhes foi dado e vão a fundo [...]”, contou Nunes no debate online.

 

A verba viabilizou diversas obras, como as de revitalização de praças, quadras poliesportivas e áreas de lazer no bairro da Capela do Socorro, conforme elucidou Machado. “Utilizar o dinheiro para o bem do cidadão e da cidade”, pontuou Murilo. 

 

O presidente do SEESP, nesse contexto, mencionou o projeto desenvolvido pela Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), com a adesão do SEESP e demais sindicatos filiados à entidade: o "Cresce Brasil +Engenharia +Desenvolvimento", que em sua última edição propõe, entre outras ações, a criação da Secretaria de Engenharia de Manutenção com equipe e dotação orçamentária próprias de modo a garantir a preservação de pontes, viadutos e outras obras de arte.    

 

Também discorre sobre muitas áreas, como saneamento, energia e transporte, com o protagonismo da engenharia. “Acredito que quando a pandemia passar, a engenharia será muito solicitada porque é por meio dela que podemos apresentar projetos de desenvolvimento, de recuperação”, assegurou Murilo.

 

Engenharia, universidade e população

A engenharia tem que estar a serviço das cidades. Foi o que evidenciou Machado em sua fala. Ele deu o exemplo de um projeto tapa-buracos, realizado em Santo Amaro, em conjunto com estudantes de engenharia, que acompanhavam e ativamente sugeriam melhorias nas operações. Em sua visão ainda, para o desenvolvimento da cidade, “a conversa com a sociedade civil e a academia é muito importante”.

 

Nessa linha de participação do munícipe, Nunes afirmou que projetos que vingaram efetivamente em leis foram os que mais tiveram audiências públicas. Um exemplo é a Lei 16.010/14, que inclui ao sistema de transporte coletivo de passageiros a modalidade hidroviária - o que foi abrangido em 2017 como meta do Plano Municipal de Desestatização (Lei 16.703).

 

Estudos à época mostraram que o trajeto de ônibus de mais de uma hora do Jardim Ângela ao bairro do Socorro seria realizado em cerca de 14 minutos pela represa Guarapiranga. “Não existe dúvida da eficácia, do ganho com relação à implementação do transporte público hidroviário. [...] É um sonho, precisa só implantar, está pronto”, disse Nunes.

 

Ao final, Machado afirmou que “nós, engenheiros, temos a responsabilidade de fazer a cidade melhor”. “A engenharia está presente em tudo. [...] Temos que pensar numa cidade moderna, protagonista do País, como de fato ela é”, acrescentou Murilo.

 

Confira o webinar na íntegra:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lido 440 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda