GRCS

03/07/2017

Drones ajudam a combater desmatamento

O combate ao desmatamento ganhou um aliado curioso nos últimos tempos: os drones. A cientista australiana Susan Graham desenvolveu equipamentos que têm a capacidade de plantar árvores em áreas nas quais de outra forma não seria possível.

Os drones desenvolvidos po Graham trabalham em conjunto. O primeiro escaneia uma área de terra buscando condições adequadas para o plantio, mapeando-a, e emprega algoritmos específicos para localizar áreas ótimas de plantio. Essas são identificadas como lugares com alto teor de solo, com baixos obstáculos, como rios ou áreas rochosas.

O segundo drone é enviado por percurso especificado pelo mapeamento com sua carga útil. Pode transportar até 150 vagens de sementes em um único voo. As vagens são projetadas para cair do drone e a caixa em torno dessa se quebra, dando assim um começo altamente nutritivo. Em cada ”viagem”, são transportadas múltiplas espécies de árvores que serão lançadas de acordo com cada período de germinação.

Eles serão usados ​​em áreas que impossibilitam o plantio manual ou máquinas terrestres e poderão servir à reabilitação, bem como a aplicações de plantio florestal.

Brasil
A Polícia Militar Ambiental já usa drones para intensificar a fiscalização em diversas regiões do País. No combate ao desmatamento não autorizado, a polícia de Mato Grosso do Sul (MS) vem utilizando desde o início de 2016, bem como para impedir a pesca predatória. No Estado de São Paulo, em 31 de janeiro último o governador Geraldo Alckmin sancionou o PL 287/2016, que passou a ser a Lei 16.380/2017, que regulamenta a utilização de drones para fiscalização de
áreas de queimadas e caça pela Polícia Ambiental do Estado, além de patrulhamento contra pesca predatória, já que o equipamento chega a percorrer 90 quilômetros por hora a uma altura de 500 metros de seu operador. A lei prevê que outras áreas da polícia ambiental utilizem, como os bombeiros em áreas urbanas.

Confira o vídeo abaixo sobre o trabalho na Austrália:

https://www.youtube.com/watch?v=JcJ7vLwtSIM




Com informações de Engenheira É
(publicado por Deborah Moreira)




Lido 1937 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda