logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 69

25/05/2017

Jurandir Fernandes assume Presidência da UITP na América Latina

O engenheiro e coordenador do Conselho Assessor de Transportes e Mobilidade Urbana do SEESP, Jurandir Fernandes, assumiu, em 16 de maio último, em Montreal (Canadá), a Presidência da seção da América Latina da União Internacional de Transportes Públicos (UITP). O mandato vai até junho de 2019 quando ocorrerá o próximo congresso mundial da entidade, em Estocolmo (Suécia). A entidade, fundada em 1885 em Bruxelas (Bélgica), possui 1.400 associados (pessoas jurídicas) e 18.000 membros cadastrados (pessoas físicas) distribuídos por 96 países onde ocorrem 85% das viagens realizadas por transportes públicos. 

Fernandes explica que, além de dar continuidade às inúmeras atividades já em andamento, pretende ampliar a participação da América Latina nas diversas comissões e comitês em operação na UITP. “Estão nesse plano intensificar o uso da telecomunicação nos nossos encontros à distância, o que permitirá maior interação entre os dez países membros da região – Argentina, Bermuda, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Paraguai e Peru – com trocas de experiências exitosas em suas cidades”, informa. A busca de novos membros também é uma meta, acrescenta ele. 


Foto: Beatriz Arruda/SEESP
Fermandes, como coordenador de conselho do SEESP, vem realizando atividades sobre mobilidade e transportes.

Para Fernandes, os países latino-americanos têm algo em comum: “A maioria de suas populações mora em centros urbanos já formando regiões metropolitanas ou aglomerados urbanos importantes.” Outro traço comum, aponta, é a predominância de transporte sobre pneus (ônibus e vans) operados por cooperativas ou autônomos. Tal situação, explica, leva ao “baixo nível de integração entre modais distintos”. Apesar disso, o especialista ressalta que nas principais capitais e cidades da região “já temos a bilhetagem eletrônica implantada o que é um bom passo à implantação de políticas tarifárias mais modernas e integradas”. 

Fernandes lamenta que na maior parte dos nossos países existe, ainda, muitas limitações de ordem institucional. Ele explana: “As regiões metropolitanas não possuem uma autoridade única para os transportes de suas cidades e mesmo a regulamentação sofre com leis antigas e protecionistas de antigos cartórios no setor.” 

Sobre a UITP
A sede central da entidade fica em Bruxelas e ela tem divisões regionais, além da América Latina (criada em 1995), na África, América do Norte, América Latina, Austrália, China, Emirados Árabes, Europa, Federação Russa e Índia. 

A UITP é mantida pelos seus associados, informa Fernandes. “Não tem um centavo de abono ou doação de nenhum governo. Seus membros são da iniciativa privada e do setor público. Todos pagam suas devidas anuidades. Não há gratuidades nem privilégios”, assegura.

 

Rosângela Ribeiro Gil
Comunicação SEESP

 

 

 

 

Lido 3794 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda