logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

04/03/2011

Nasa fará maior operação amassa latas da história

 

Espera-se, com os resultados deste novo teste destrutivo, uma economia de material da ordem de 20% em termos de peso no projeto dos futuros foguetes.

         Coloque uma lata de refrigerante no chão, em posição vertical e, em seguida, pise sobre ela. Mas não um pisão desajeitado - aplique o peso progressivamente, de forma absolutamente programada, de modo a ver exatamente quando a lata começa a ondular e finalmente colapsa.

         É mais ou menos isto o que uma equipe de engenheiros da Nasa se prepara para fazer neste mês.

         Com a diferença de que, em vez de uma lata de refrigerantes, eles usarão um imenso tanque de combustível de foguete, feito de uma liga de alumínio e lítio. E, em vez de um pé, será empregada uma gigantesca prensa hidráulica.

Foguetes mais leves
         O objetivo é descobrir a resistência exata da estrutura, o que permitirá que os engenheiros construam as peças do foguete o mais finas possível, de modo a reduzir o peso do veículo e, por conseguinte, aumentar sua capacidade de levar carga útil.

         Testes semelhantes já foram feitos no passado, durante os preparativos da missão Apolo. Mas a Nasa achou que era hora de atualizar os dados de seus modelos, de forma a levar em conta os materiais muito mais leves e resistentes usados atualmente. Espera-se, com os resultados deste novo teste destrutivo, uma economia de material da ordem de 20% em termos de peso no projeto dos futuros foguetes.

Tanque do ônibus espacial
         O tanque de combustível que será amassado mede 8,4 metros de diâmetro por seis metros de altura - exatamente uma seção do grande tanque de combustível externo dos ônibus espaciais. A estrutura será colocada no interior de uma gigantesca prensa hidráulica, que vai amassá-la lentamente, aplicando uma força equivalente a quase meio milhão de toneladas.

         Estão sendo instalados centenas de sensores ao redor do tanque que será amassado para medir a tensão e as deformações sofridas em cada ponto, a cada momento. Além disso, técnicas avançadas de medição óptica serão usadas para monitorar deformações minúsculas por toda a superfície externa do cilindro metálico.

(Inovação Tecnológica)
         Organizada pelo Museu Exploratório de Ciências (MC), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a premiação será dia 30 de maio, na 12ª Reunião Bienal da Rede de Popularização da Ciência e Tecnologia na América Latina e no Caribe (RedPop), realizada em Campinas (SP).

         Com o tema "Transformação", o concurso aceita trabalhos nas categorias Jovem, para participantes com até 18 anos de idade, e Adulta. Os vídeos com duração entre 60 e 120 segundos, devem ser inscritos em apenas uma das três grandes áreas do conhecimento: ciências humanas e sociais, exatas e tecnológicas e biológicas. Para cada vídeo submetido, o participante deve encaminhar um resumo de até 250 palavras, link da produção no Youtube, declaração de posse e cessão de direitos autorais e ficha técnica da obra.

         A inscrição vai até 11 de março, na página da 12ª Bienal da Red Pop (http://www.mc.unicamp.br/redpop2011) e custam US$ 10, ou o seu valor correspondente em reais. Os interessados podem inscrever quantos trabalhos desejar, sendo necessário efetuar o pagamento da taxa de inscrição para cada vídeo enviado.

         Os trabalhos serão premiados nas categorias Jovens e Adultos, em cada uma das áreas de conhecimento. Para cada obra vencedora, o prêmio é de US$ 500. Além disso, os vídeos premiados têm garantida a sua exibição nos portais: Revista Fapesp Online, 17ª Mostra Ver Ciências e Museu Exploratório de Ciências.

         O Minuto Científico objetiva estimular, localizar e qualificar a produção espontânea, dispersa ou institucional no âmbito da divulgação e difusão científica, que pode ocorrer por iniciativas individuais ou institucionais diversas, tais como, escolas, universidades, museus de ciência e tecnologia, sites, ONGs, centros culturais, empresas de base científica e tecnológica, entre outros.

         Organizado pelo MC, associado à Red Pop, o concurso é promovido com apoio do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT) e do Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast/MCT), do Rio de Janeiro

 

(Agência MCT)
www.fne.org.br

 

 

Lido 2234 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda