GRCS

18/06/2020

Tecnologia para garantir eficiência na iluminação pública

 

Soraya Misleh / Comunicação SEESP

 

A evolução experimentada no segmento de iluminação pública (IP), as demandas e debates em curso foram objeto de live realizada nesta quarta-feira (17/6) pelo SEESP. A transmissão ao vivo no canal do Instagram do sindicato (oportunidades_na_engenharia) integra série semanal em meio à pandemia, com o objetivo de manter a tradição da entidade de discutir e apresentar propostas a questões prementes aos engenheiros e à sociedade como um todo. Sob o tema “Tecnologia para garantir eficiência na iluminação pública”, desta vez a live teve coordenação do diretor do SEESP e consultor em energia, Carlos Kirchner, e participação de Luciano Rosito, diretor comercial da Tecnowatt.

 

Este último destacou logo ao início a evolução tecnológica e das normas técnicas relativas à IP. Segundo ele, a discussão sobre qualificação do segmento se inaugura há mais de dez anos, a partir da determinação da Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica] de transferência de ativos da iluminação pública pelas distribuidoras aos municípios. Ali se apresentavam as dificuldades para as cidades assumirem o serviço, enquanto começavam a se introduzir as lâmpadas LED em substituição às de vapor de sódio.

 

Kirchner observou que, fruto desse empenho em assegurar eficiência e qualificação, bem como em razão de a IP ser serviço essencial, no atual “ambiente bem complicado com a crise, acho que o setor é um dos que se mantêm melhores. Em mais de 80 municípios, a Caixa Econômica Federal está se propondo a custear essa modelagem. Há evolução regulatória na Aneel, assim como do conhecimento técnico”.

 

Para Rosito, as dúvidas existentes há mais de uma década, como quanto à distribuição fotométrica das lâmpadas LED, à qualidade da iluminação, foram resolvidas com a evolução tecnológica. Deram lugar a outras na atualidade, como quanto à implementação de telegestão. Kirchner informou que os mais de 600 mil pontos de iluminação pública na Capital terão esse sistema instalado. “O que falta nesse segmento é que os fabricantes estabeleçam padrões para os equipamentos, os quais devem ser interoperáveis e intercambiáveis”, acrescentou Rosito.

 

Acima, Carlos Kirchner, em live com Luciano Rosito. (Reprodução Instagram)

 

Na sua concepção, é fundamental que esses aspectos sejam incluídos já no projeto, que deve levar em conta “o local de instalação para garantir as especificações técnicas da luminária. Não basta trocar a lâmpada por LED, é preciso boa distribuição. Uma iluminação pública mais eficiente, com melhor custo-benefício. É necessário que nas PPPs [parcerias público-privadas] se valorizem as luminárias pensando no conceito de economia circular, com fabricação sustentável”.

 

Rosito lembrou de uma preocupação trazida pela Associação Médica Americana quanto à interferência na saúde das pessoas do espectro da luz. “É uma discussão muito pertinente. A grande tendência na cidade é baixar a temperatura de cor [da lâmpada].”

 

O especialista destacou ainda que a revisão de normas técnicas, como ocorre atualmente com a de número 5.101 – que estabelece os requisitos para iluminação de vias públicas –, tem por objetivo a melhoria para que “questões técnicas se traduzam em bem-estar e segurança do cidadão”. “Esse trabalho é muito alinhado a isso, a população custeia o serviço e tem que exigir qualidade.”

 

Ao final, o diretor do SEESP sugeriu que se estruturem propostas relativas à política de iluminação pública, a serem apresentadas a todos os candidatos nas próximas eleições municipais – o que, como lembrou, tem sido feito pelo sindicato a cada pleito.

 

A próxima live acontece no dia 24 de junho, às 18h. O tema é “Como será a volta à escola que não existe mais?”, com apresentação de Antonio Octaviano, coordenador do SEESP Educação, e participação de José Roberto Cardoso, coordenador do Conselho Tecnológico do sindicato e professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Sempre com transmissão ao vivo pelo canal da entidade no Instagram (oportunidades_na_engenharia).

 

Confira  live na íntera:

 

 

 

 

 

Lido 302 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda