Logos

GRCS

26/04/2017

Rio Preto se prepara para receber instituto de ciência e tecnologia

São José do Rio Preto será sede de um campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), que oferece cursos técnicos, licenciaturas nas áreas de ciência e matemática, cursos de formação inicial e continuada, tecnologias, engenharias e pós-graduação. A autorização foi anunciada pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, no último dia 20.

Para o prefeito do município, Edinho Araújo, o instituto federal será uma conquista que marcará a cidade. “Serão novas oportunidades aos nossos jovens, que poderão estudar mais perto de casa, com ensino de qualidade e gratuito”, destacou.

Agora, a cidade aguarda auditoria do Ministério para, em sequência, programar audiências públicas para definir os cursos que serão oferecidos. O campus já tem endereço proposto: o antigo Centro Específico de Formação e Aperfeiçoamento do Magistério (Cefam), prédio doado pelo governo do estado que estava em desuso, localizado no Jardim Congonhas. 

Segundo Araújo, há recursos da ordem de R$ 1,5 milhão para as adequações necessárias no prédio. Os recursos virão de uma emenda parlamentar de autoria da prefeitura, apresentada no ano passado ao orçamento da União.

O presidente da delegacia sindical do SEESP em São José do Rio Preto, Amaury Hernandes, analisa a iniciativa como de extrema importância na capacitação profissional dos jovens da região. “Nos dias de hoje, com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, o diploma é um pré-requisito para conquistar um bom emprego, e com melhores salários”, ressalta.



Foto: Fabrício Spatti

850 RioPreto InstitutoTecPrédio do antigo Cefam, que será utilizado como sede do instituto.

 

O instituto 

O IFSP é uma autarquia federal de ensino. Fundada em 1909, como Escola de Aprendizes Artífices, é reconhecida pela sociedade paulista por sua excelência no ensino público gratuito de qualidade.

Nele, são destinados 50% das vagas para os cursos técnicos e, no mínimo, 20% para os cursos de licenciatura, sobretudo nas áreas de Ciências e da Matemática. Complementarmente, oferece cursos de formação inicial e continuada, tecnologias, engenharias e pós-graduação. 

O instituto é organizado em diversos locais e possui mais de 40 mil alunos matriculados nas 37 unidades distribuídas pelo Estado de São Paulo.

 

 

 

Jéssica Silva
Comunicação SEESP

 

 

 

 

Lido 2705 vezes

Comentários   

# Uma Iniciativa muito imoortanteuriel villas boas 28-04-2017 16:14
O Brasil carece de mão de obra especializada em tecnologia. E com isto, deixamos de produzir material que deixaria no Brasil o valor agregado. Com a instalação de um estabelecimento de formação de pessoal especializado nessa área, os estudantes da Região terão a oportunidade de buscar a especialização, e com isto desenvolver atividades e pesquisas. E o efetivo especializado sai ganhando e vai proporcionar resultados positivos não apenas para o Estado de S.Paulo.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda