Logos

GRCS

29/08/2012

Cetesb detecta alta emissão de gases poluentes no Vale do Paraíba

A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) divulgou, nesta semana, o relatório “Emissões Veiculares no Estado de São Paulo - 2011”. Na região do Vale do Paraíba e Litoral Norte a emissão de gases poluentes chegou, em 2011, a 31 mil toneladas. Além da frota de carros das cidades, as rodovias que cortam a região foram consideradas vilãs, por causa da alta circulação de veículos movidos a diesel.

Segundo o documento, o principal gás emitido foi o CO (monóxido de carbono), com 17.289 toneladas despejadas no ar, valor que ultrapassa a quantidade lançada pela Baixada Santista, com 11.093 toneladas.  

“Não é possível estimar o impacto das rodovias na cidade, mas podemos afirmar que há influência da circulação desses veículos”, disse Marcelo Pereira Bales, gerente do setor de avaliação de programas de transporte da Cetesb.

O ambientalista Lincoln Delgado aponta a geografia da região como um dos motivos para que a poluição seja ainda mais acentuada. “As áreas terrestres que contornam o vale dificulta a dispersão dos gases”, disse, destacando também que a frota de caminhões envelhecida que circula na via Dutra ajuda a agravar o problema.

Inventário
O secretário de Meio Ambiente de São José dos Campos, André Miragaia, observa que a cidade fará um inventário mais preciso sobre a emissão dos poluentes na cidade. “Estamos finalizando o processo de licitação. Até a semana que vem devemos ter o resultado da empresa que fará a medição. Com o relatório em mãos, poderemos realizar um melhor planejamento urbano”, afirma.

Ainda estão nos planos da prefeitura, para reduzir o índice de poluição, aumentar o número de ciclovias, que hoje têm 80 km, e criar espaços de aluguel de bicicletas no centro.


Imprensa – SEESP
Com informação do jornal O Vale e Cetesb



Lido 4372 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp