Logos

GRCS

28/08/2012

Ministro recebe proposta de educação continuada da CNTU

A proposta de constituição de um Sistema Nacional de Educação Continuada dos Profissionais Universitários, que integra as preocupações e propostas da CNTU (Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados), por meio do programa Brasil Inteligente, já está nas mãos do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e deve resultar em nova reunião para debater sua importância, viabilidade e modo de implementação. O documento foi entregue no dia 21 de agosto, em São Paulo, pelo diretor de articulação nacional da central, Allen Habert, quando foi possível uma primeira conversa sobre a importância da proposta para promover a ciência e tecnologia em diversas áreas da formação.

Para assegurar tempo e respeito aos professores, a CNTU, propõe uma lei que garanta ao menos 12 dias por ano (96 horas) de licença remunerada para que os profissionais possam se dedicar à educação continuada. Isto significa 5% dos dias úteis trabalhados. Propõe-se ainda a criação de um fundo de financiamento ao programa, contando com recursos públicos e privados, com amparo também na Constituição Federal, artigo 218, parágrafos 3º e 4º, que preveem estímulo ao investimento em recursos humanos.

O ministro já solicitou o agendamento de audiência sobre o assunto e também foi convidado a fazer uma palestra sobre o tema "Inovação e Desenvolvimento" na CNTU em São Paulo, no próximo dia 9 de novembro.

Para Allen Habert, esse encontro foi o início de uma nova etapa da caminhada para a conquista dos 12 dias de educação continuada, remunerados, em todo o país e um estímulo para a campanha Brasil Inteligente.

 

Imprensa – SEESP
Informação da CNTU



Lido 2679 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp