GRCS

Mostrando itens por marcador: filete de água

Semana passada eu havia escrito que a geleira da política econômica pingara três gotas (a correção do FGTS, o pagamento antecipado, como de costume, do 13º dos aposentados e pensionistas e os subsídios dos bancos públicos às empresas para garantir empregos).

* Três gotas e o degelo

Com a notícia da convocação para 2 de setembro do Fórum Quadripartite (governo,trabalhadores, aposentados e empresários) para discutir a Previdência digo agora que da geleira pode escorrer um filete de água.

Mas os boatos plantados em jornais e revistas insinuam que o governo tentará fazer passar uma nova reforma restritiva na Previdência, a ser enviada ao Congresso até o final do ano, onde comparecem a idade mínima para aposentadoria, mudanças no Fator Previdenciário, ajuste na aposentadoria do setor público, aumento do prazo de carência para benefícios do auxílio-doença e revisão no valor das pensões.

Como estamos nos acostumando às más notícias vindas de Brasília (e até mesmo às notícias suicidas que são desmentidas com a rapidez de um relâmpago), de duas, uma: ou as plantações visam criar um clima restritivo colocando bodes na sala da negociação ou significam que se quer mesmo restringir direitos futuros com o beneplácito dos representantes sindicais.

No primeiro caso, o encaminhamento é péssimo porque para os trabalhadores interessa discutir com transparência a Previdência como um todo sem quebra de direitos; o mesmo deveria interessar ao governo e até mesmo aos empresários.

No segundo caso, o Fórum que pode ser uma porta de entrada para uma discussão séria e responsável, se inviabiliza desde o início. Neste caso é compreensível que as centrais sindicais e as entidades de aposentados convocadas digam não a este encaminhamento perverso, abstendo-se de contribuir para o arrocho.

Espero que o bom senso vigore e que ninguém venha sujar o filete de água que começa a escorrer da geleira.


 

* João Guilherme Vargas Netto é consultor sindical









agenda