GRCS

Mostrando itens por marcador: campanha salarial 2015 Metrô

Em Assembleia Geral Extraordinária realizada na noite de segunda-feira (1º/6), os engenheiros do Metrô aprovaram reajuste de 8,29% proposto pela empresa no Núcleo de Conciliação de Coletivos (NCC), do Tribunal Regional do Trabalho, 2ª Região, de São Paulo (TRT/SP). Outros pontos também foram aprovados, descritos abaixo.


Foto: Beatriz Arruda/Imprensa SEESP
audiencia metro 1-6-15
Audiência no TRT, da 2ª Região em SP, na segunda-feira (1º/6)


• Reajuste salarial: 8,29%, sendo 7,2148% do Índice de Preço ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) com 1,00% de produtividade;

• vale-refeição: reajuste de 10%;

• vale-alimentação: reajuste de 10%, acrescido da cota extra do 13º salário;

• Participação nos Lucros e Resultados: pagamento de parcela única, referente ao salário-base, acrescido de gratificação de função, quando aplicável, referente ao mês de dezembro de 2015, sendo que o resultado global final da aferição do cumprimento das metas fixadas no Programa incidirá sobre qualquer valor a ser pago para cada empregado. O pagamento será efetuado no dia 28 de fevereiro de 2016;

• Participação nos Lucros e Resultados 2016: o Metrô e o SEESP farão negociação direta em cronograma de reuniões a ser estabelecido já este ano, com a finalidade de estabelecer as metas da PLR, que será paga em fevereiro de 2017. Caso haja algum entrave, o SEESP, desde já, requer a colaboração do NCC, deste Tribunal;

• salário normativo dos engenheiros: será aplicado o reajuste de 8,29% e a questão deve ser analisada à luz do Plano de Carreira, em reunião a ser designada diretamente entre as partes;

• manutenção dos demais benefícios e cláusulas econômicas e sociais, na forma que vêm sendo praticados sem qualquer alteração contratual;
 
• aviso prévio proporcional: a empresa mantém as normas preexistentes estabelecidas para os trabalhadores antigos, de cinco dias por ano trabalhado, esclarecendo que em tal regra já estão contemplados dos benefícios da Lei nº 12.506/201. E, para os trabalhadores novos, contatados a partir de 1º de maio de 2015, perceberá cinco dias por ano de trabalhado, limitado a 35 anos de serviço, e a cláusula 25ª terá nova redação, a saber: e

• Plano de Carreira, Plano de Saúde e Adicional de Periculosidade: continuam sendo discutidos no NCC, em processo próprio, que já está em fase adiantada de providências rumo ao desfecho com êxito.


Imprensa SEESP





Engenheiro, fortaleça sua entidade.
Associe-se ao SEESP.

Durante reunião de negociação com o Metrô, no Núcleo de Conciliação de Coletivo (NCC) do Tribunal Reginal do Trabalho, 2ª Região, de São Paulo (TRT-SP), nsta segunda-feira (1º/6), o Metrô fez nova proposta aos engenheiros e metroviários. Mais tarde, às 18h30, será realizada Assembleia Geral Extraordinária dos engenheiro da empresa, quando serão dados os informes detalhados sobre a reunião, bem como apreciação e deliberação dos próximos passos da campanha salarial.


Foto: TRT 2ª Região
reuniao trt segunda regiao metro red
À direita, diretor do SEESP, Ubirajara Tannuri Felix, acompanha reunião do TRT 2ª Região



De acordo com o Twitter do TRT da 2ª Região (@trtsp2), o Metrô aumenta a proposta inicial de 7,21% de reajuste para 8,28%. O mesmo índice também para vale-alimentação e vale-refeição.

Durante a reunião, que começou por volta das 13h30 e terminou por às 15h, o Metrô propôs elevar o reajuste para 10% para vale-alimentação e vale-refeição, desde que trabalhadores aceitem a nova forma de pagamento da Participação nos Resultados (PR): de obter participação nos resultados pago com uma parcela fixa mais 40% atreladas a metas. Atualmente só os 40% são vinculados a metas.

No último dia 27, o TRT da 2ª Região lembra que houve reconsideração da liminar sobre o contingente mínimo em caso de greve: 80% em horário de pico e 50% nos demais.


Todos à Assembleia Geral Extraordinária
Data: 1º de junho de 2015 (segunda-feira)
Horário: 18h (1ª convocação)
e 18h30 (2ª convocação)
Local: Sede do SEESP (Rua Genebra, 25, Bela Vista – São Paulo/SP)
Pauta: Discussão e deliberação sobre os próximos passos da campanha salarial 2015 dos engenheiros do Metrô.


Imprensa SEESP
Com informações do TRT 2ª Região




Engenheiros do Metrô se reúnem em Assembleia Geral Extraordinária nesta terça-feira (26/5), às 18h30, para avaliar a proposta feita pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em Audiência de Conciliação realizada na tarde de segunda (25), de que a empresa conceda 8,82% de reajuste - sendo 7,21% de reposição inflacionária e 1,5% de aumento real. O TRT também indicou a manutenção de todas as cláusulas do Acordo Coletivo da categoria, inclusive, o vale-alimentação extra – 13º, bem como o cumprimento da Lei nº 4.950-A/66, referente ao piso salarial dos engenheiros, bandeira histórica do SEESP.


Foto: Sindicato dos Metroviários de São Paulo
27 5 Editadas-4 red
Assembleia dos metroviários em 2013 decide paralisar atividades


A empresa, por sua vez, se recusa a renovar a cláusula que diz que irá avaliar a possibilidade de aumentar sua proposta de reajuste e, anteriormente, havia feito a proposta de reajuste de 7,21% do Índice de Preço ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), extensivo às demais cláusulas.

Na última audiência foram reinteradas as reivindicações dos engenheiros:  

• Reajuste salarial cuja pretensão é o Índice do Custo de Vida do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (ICV do Dieese) de 8,36% mais aumento real de 8%, totalizando 17,01%;
• salário normativo dos engenheiros no valor de R$ 7.092,00;
• vale-refeição de R$ 35,00, com 30 cotas mensais;
• vale-alimentação de R$ 420,00, com cota extra do 13º salário;
• Participação nos Lucros e Resultados: manutenção de 100% proporcional ao salário, com adicionais do Decreto Estadual nº 59.598/13;
• adicional de férias de um salário;
• seguro de vida integralmente custeado pela Companhia do Metrô;
•  Plano de saúde para os aposentados – MSI;
• adequação da estrutura salarial dos engenheiros coordenadores em relação aos departamentos;
• manutenção do anuênio na forma em que vem sendo praticada;
• manutenção da antecipação do 13º salário pago em janeiro de cada ano;
• manutenção do aviso prévio proporcional, que vem sendo praticado, de cinco dias por ano trabalhado; e
• manutenção da vedação de desconto salarial na quinzena, para os trabalhadores que apresentam insuficiência de saldo.

Os metroviários realizam assembleia no mesmo horário.

Serviço:
Data: 26 de maio de 2015 (terça-feira)
Horário: 18h (1ª convocação) e 18h30 (2ª convocação)
Local: Sede do SEESP (Rua Genebra, 25, Bela Vista – São Paulo/SP)
Pauta: Discussão e deliberação sobre os próximos passos da campanha salarial 2015 dos Engenheiros do Metrô.


Imprensa SEESP





O Tribunal Regional do Trabalho 2ª Região (TRT/SP) deferiu liminar favorável à cautelar do Metrô, para que se mantenha, na greve, 100% do efetivo nos horários de pico e 70% nos demais horários. Ao mesmo tempo, o tribunal solicitou ao Núcleo de Conciliação de Coletivos (NCC) intermediação na questão. O núcleo já agendou reunião de conciliação entre a companhia e os sindicatos no dia 25 próximo, às 14h, na sede do TRT.

Diante desse novo quadro, os engenheiros, que estão em estado de greve, reunidos em assembleia nesta quinta-feira (21/5), decidiram pela continuidade das negociações com a companhia e convocar nova assembleia no dia 26 próximo, às 18h30, na sede do sindicato (Rua Genebra, 25, Bela Vista, SP), para avaliar a reunião no NCC e os próximos passos da campanha salarial.


Ilustração Maringoni/SEESP
Metro maringoni editado 


 

Rosângela Ribeiro Gil
Imprensa SEESP







agenda