logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Canteiro

Avalie este item
(0 votos)

SEESP e FNE participam de ato em defesa da engenharia
Representados por vários diretores, inclusive pelo seu presidente, Murilo Celso de Campos Pinheiro, o SEESP e a Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) participaram do ato “Pela engenharia, a favor do Brasil”, realizado em 17 de agosto, na sede do Clube de Engenharia, na cidade do Rio de Janeiro. Para o dirigente, “é fundamental que as entidades que congregam profissionais e empresas de engenharia atuem unidas em defesa do desenvolvimento nacional”.
A atividade teve o objetivo de afirmar a necessidade de se garantir, em meio às investigações da “Operação Lava Jato”, a capacidade produtiva do País, a atuação das empresas nacionais de engenharia, e, principalmente, os empregos de milhares de trabalhadores. Na pauta, também teve destaque a defesa da Petrobras. “Temos que reclamar vigorosamente da redução dos investimentos (da companhia)”, afirmou o presidente do Clube, Francis Bogossian.
O presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), José Tadeu da Silva, ressaltou a importância da engenharia para o desenvolvimento nacional e corroborou a necessidade de manter a atividade econômica. “O País não pode parar. Sem investimentos, a quebradeira será geral.”
Um manifesto com essa tônica foi aprovado ao final do ato, que reuniu lideranças de cerca de cem entidades, conforme informações do Clube de Engenharia. Confira a íntegra do documento

Campanhas salariais
Cteep – Em assembleias gerais extraordinárias ocorridas em todo o Estado nos dias 17, 19 e 20 de agosto, os engenheiros que trabalham na Cteep aprovaram a proposta final da empresa para assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho 2015-2017. Destacam-se: reajuste salarial de 8,2% retroativo à data-base em 1º de junho, correspondente ao IPC-Fipe mais 0,6% de aumento real, extensível a todos os benefícios de caráter econômico, exceto os vales alimentação, refeição e cesta básica que foram reajustados em 10%; Participação nos Lucros e Resultados com valor variável correspondente a 35% da remuneração base, já reajustada em 8,2%, de dezembro de 2015 mais uma parcela fixa de R$ 4.730,00 (10% superior à de 2014), com adiantamento de R$ 3.300,00 em 15 de setembro próximo; e manutenção das demais cláusulas do acordo anterior.

Sistema de transporte público em pauta
Sob coordenação do engenheiro Jurandir Fernandes, ex-secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, ocorreu em 13 de agosto a segunda reunião do Conselho Assessor de Transporte e Mobilidade Urbana do Conselho Tecnológico do SEESP, na sede da entidade, na Capital. Participaram diretores do sindicato e representantes de suas delegacias do Interior do Estado. No ensejo, Francisco Armando NoshgangCristóvam, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SP Urbanuss), discorreu sobre diversos aspectos relativos ao edital de licitação para contratação de serviços de transporte de passageiros por ônibus na cidade de São Paulo. Na sua opinião, a perspectiva é de processo licitatório até o final do ano para assinatura de contratos em 2016, com vigência de 20 anos, prorrogáveis por mais 20. São 27 áreas operacionais. As concessionárias terão que “trabalhar com governança, planejamento estratégico stricto e lato sensu e investir em capacitação dos profissionais, o que hoje não é o forte das empresas”. E ficarão responsáveis pelo Centro de Controle Operacional, a ser criado, cujas atribuições incluirão planejamento, gestão dos terminais de transferência e comercialização dos bilhetes.
O edital exige que a frota de veículos de grande capacidade seja colocada na rua em oito meses. Quanto ao modelo de remuneração, que leva em conta horas trabalhadas, quilômetros rodados, preço do veículo, reserva operacional, mas depois é multiplicado por um índice de qualidade, Cristóvam enfatizou: “Estamos questionando isso.”

Bate-papo em encontro de estudantes
Por intermédio de seu Núcleo Jovem, o sindicato esteve representado no 13º Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Ambiental (ENEEAmb), realizado entre 15 e 21 de agosto em Florianópolis (SC). No dia 19, a coordenadora do núcleo, Marcellie Dessimoni, participou de um bate-papo sobre o movimento sindical e a importância da juventude contribuir para a engenharia do País. “É necessário debatermos as políticas que achamos necessárias para o Brasil. Precisamos nos aprimorar e entender o funcionamento das instituições democráticas para construir novos horizontes em prol do desenvolvimento, do crescimento e da valorização da engenharia no nosso País”, afirmou na oportunidade.

Resíduos sólidos foi tema em Taubaté
Dezenas de engenheiros, estudantes, empresários e servidores públicos participaram da palestra sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos, ocorrida em 19 de agosto, na sede da Delegacia Sindical do SEESP em Taubaté. A atividade abordou em especial os prazos para fechamento de lixões a céu aberto, o que deveria ter sido feito até 2 de agosto de 2014. No entanto, a estimativa do Ministério do Meio Ambiente é que cerca de 60% dos municípios brasileiros ainda dispõem seus resíduos em vazadouros a céu aberto ou aterros controlados (lixões com cobertura precária). Durante a palestra, foi informado que existe um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados para redefinir datas escalonadas de 2018 até 2021, conforme a população local (PLS nº 425/2014, já aprovado no Senado Federal).

Mais nesta categoria: « Maringoni Benefícios »

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda