logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Sindical – CNTU realiza sétima jornada Brasil Inteligente

Avalie este item
(0 votos)

Com a presença de cerca de 300 pessoas, aconteceu em 12 de dezembro, no auditório do SEESP, na Capital, a 7ª Jornada Brasil Inteligente. Realizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU), incluiu lançamento da revista “A CNTU e a luta das mulheres”, posse de novos membros do Conselho Consultivo da entidade e plenária desse fórum, apresentação do Coro Martin Luther King e entrega do prêmio Personalidade Profissional aos destaques do ano nas diversas categorias que compõem a confederação – engenheiros, economistas, farmacêuticos, odontologistas, nutricionistas e médicos – e em Excelência na gestão pública.

À abertura, o presidente da CNTU, Murilo Celso de Campos Pinheiro, fez uma breve retrospectiva das ações da entidade em 2014, destacando o debate sobre valorização do Ministério do Trabalho e Emprego. Além disso, anunciou a criação de 15 novos departamentos da entidade: alimentação saudável; bioética e direitos humanos; Brasil 2022; cidades e mobilidade; ciência, tecnologia e inovação (C,T & I); conjuntura econômica; cooperativismo; educação continuada; formação sindical; jovem profissional; meio ambiente e Amazônia; mulheres; qualidade na saúde pública; relações internacionais; e valorização profissional.

Na sequência, a vice-presidente da confederação, Gilda Almeida, fez o lançamento da revista “A CNTU e a luta das mulheres”, que apresenta diretrizes para uma política de gênero no sindicalismo de profissionais universitários. Ela lembrou que o trabalho, que culminou com a revista, começou na comemoração do 8 de março de 2013 – Dia Internacional da Mulher –, quando foi constituído o Coletivo de Mulheres da confederação, do qual é coordenadora. “Consolidamos o compromisso da nossa entidade com a luta pela igualdade de gênero”, observou. Também foi lançado no ensejo o vídeo “Alimentação saudável – contra o uso abusivo de agrotóxicos” (inserir link), por Ernane Silveira Rosas, presidente da Federação Interestadual dos Nutricionistas dos Estados de Alagoas, Bahia, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco e São Paulo (Febran).  O documentário, explicou ele, tem o propósito de contribuir à reflexão sobre o tema.

O deputado federal Arnaldo Jardim (PPS/SP) parabenizou, na ocasião, a trajetória da CNTU e conclamou os profissionais liberais que constituem a entidade a ajudarem a pensar os grandes desafios do País em 2015. Assim, apresentou uma sugestão de que a confederação se engaje numa campanha contra o desperdício no consumo de água, energia e alimentos.


Rumo às mil cabeças

À posse e plenária do Conselho Consultivo, Allen Habert, diretor de Articulação Nacional da CNTU, enfatizou o objetivo da confederação em formar uma rede de lideranças altamente qualificadas para atuarem de forma voluntária no debate e na formulação de proposições que atendam aos interesses dos profissionais universitários regulamentados e à sociedade brasileira, conhecido pelo “Conselho das 1.000 cabeças”. “Hoje completamos quase 800 conselheiros, entre lideranças sindicais, associativas, empresariais, parlamentares, pesquisadores. Em 2015, vamos trabalhar para chegar às mil cabeças”, disse.

Habert convidou alguns desses conselheiros a realizarem o que chamou de “uma jornada laboratorial” para “projetar um Brasil 2022 aqui nesta sala”. Para a confederação, 2022 – ano do Bicentenário da Independência – marcará nova etapa na construção da sociedade brasileira. Entre os temas abordados, desenvolvimento sustentável, gestão ambiental e Amazônia, bioética e direitos humanos, segurança alimentar, industrialização, mobilidade urbana, uso racional dos medicamentos, universalização da banda larga, educação continuada, valorização permanente do salário mínimo, fortalecimento da rede pública de saúde, participação social, entre outros.


Premiação

Encerrando a jornada, foi entregue o prêmio Personalidade Profissional a Gilson de Lima Garófalo  (na área de Economia),  Marcus Alexandre Aguiar (Engenharia, na ocasião representado por sua esposa, a engenheira civil Gicélia Viana da Silva Melo Aguiar), Waltovanio Cordeiro de Vasconcelos (Farmácia),  Eleuses Paiva (Medicina), Albaneide Peixinho (Nutrição), José Tadeu de Siqueira (Odontologia) e  João Guilherme Vargas Netto (Excelência na gestão pública).  

Na área de Engenharia, Gicélia Aguiar destacou: “Em menos de 15 anos, Marcus Alexandre Aguiar deixou de ser um adolescente carente da periferia de Ribeirão Preto e se tornou prefeito de Rio Branco. Isso nos mostra o quão importante é a formação universitária.” No ensejo, ela leu mensagem do agraciado, que salientou a parceria com o Sindicato dos Engenheiros no Acre (Senge-AC) e a Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) – que o indicaram como Personalidade Profissional 2014 na área – na busca do desenvolvimento sustentável do Acre e do Brasil.

O analista político e sindical Vargas Netto emocionou a todos ao contar sua rica história de vida na luta por um País justo e democrático. Mineiro nascido no município de Tombos, ao vivenciar, com apenas 18 anos, um acidente de trem por falta de conservação, percebeu, segundo suas palavras, “que havia injustiça”. A partir daí, iniciou sua militância por transformações sociais. Perseguido pela ditadura civil-militar, foi expulso da faculdade e exilado. Anistiado em 1979, voltou ao Brasil e decidiu ajudar o movimento sindical brasileiro dos trabalhadores.

Confira cobertura completa em www.cntu.org.br.


Por Soraya Misleh. Colaboraram Rosângela Ribeiro Gil e Deborah Moreira

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda