logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Sindical – Eleição para diretoria do SEESP acontece em abril

Avalie este item
(0 votos)

Rita Casaro

 


Os associados à entidade têm um compromisso importante para o próximo mês. A partir de 0h de 16 de abril até 18h do dia 18, será realizada a eleição para escolher a diretoria que estará à frente do SEESP no período de 2014 a 2017. Para facilitar a participação, o voto acontecerá pela internet, sistema adotado pelo sindicato desde 2001.

“A ideia é facilitar ao máximo o acesso, já que o engenheiro pode votar de onde quer que esteja e fortalecer o processo democrático”, afirma o presidente da comissão eleitoral, Francisco Carlos Rodrigues Neto. Além do acesso remoto, no dia 18 de abril, das 9 às 18 horas, haverá uma urna eletrônica à disposição dos associados na sede do SEESP, na Capital (Rua Genebra, 25 – Bela Vista).

Segundo as regras estatutárias, podem votar aqueles que se filiaram à entidade até 31 de dezembro de 2012 e estão com o pagamento da contribuição associativa em dia.  Além disso, lembra Rodrigues Neto, tal direito cabe ao sócio pleno e ao aposentado, sendo vedado às demais categorias existentes, como afinidade, pensionista e estudante.

A chapa “Trabalho-Integração-Compromisso”, encabeçada pelo atual presidente, Murilo Celso de Campos Pinheiro, é a única inscrita para o pleito.

Confiabilidade
Será enviada pelo Correio aos eleitores correspondência inviolável, contendo seu número de matrícula e a senha gerada automaticamente e de forma randômica. Com tais informações, esses poderão, no período do sufrágio, acessar o link que estará disponível no site do SEESP (www.seesp.org.br) e votar. Caso haja extravio desse documento, o associado deve entrar em contato com o Departamento de Cadastro pelo telefone (11) 3113-2620 para que sejam tomadas as providências que lhe permitirão participar da eleição. 

Já largamente utilizado por organizações empresariais, acadêmicas, governamentais e associativas, o voto pela internet é considerado extremamente seguro, garante Audemir Loris, da Nib Consulting, responsável pelo sistema que será usado pelo SEESP. “Quando faz o acesso, o eleitor troca com o servidor um par de chaves públicas e com isso fecha um túnel de criptografia em dupla mão. É uma camada de segurança muito forte”, salienta.  Segundo ele, para quebrar as barreiras desse processo seria necessário um supercomputador, tendo em vista a tecnologia usada e o pouco tempo despendido, considerado outro ponto forte da eleição virtual. “Leva no máximo cinco minutos”, informa.

Além disso, o usuário pode acessar o sistema de qualquer dispositivo, incluindo tablets e smartphones (exceto os da Apple), bastando apenas que esses tenham disponível linguagem Java, que também pode ser instalada no momento da votação. Por fim, permite conhecer o resultado de forma praticamente instantânea ao final do pleito. “A apuração é acionada remotamente via página segura, através da senha em posse do presidente da eleição. O processo, uma vez acionado, abre a urna, descriptografa os votos e apura”, informa a Nib.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda