logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

CANTEIRO

Avalie este item
(0 votos)

SEESP realiza seminário “Cresce Lins”
      
Sediado no campus do Uni­lins (Centro Universitário de Lins), o evento foi promovido no dia 29 de maio como parte das ativida­des relativas ao manifesto “Cres­ce Brasil + Engenharia + Desen­volvimento”, que defende uma plataforma nacional de desenvolvimento sustentável. Histórico desse projeto foi apresentado na ocasião pelo coordenador do Conselho Tecnológico de Lins, João Carlos de Campos. O presi­dente da Delegacia Sindical do SEESP em Lins, Milson Cesar Pagliarini, abriu o evento em que foram apresentados diversos assuntos relativos às oportunida­des de desenvolvimento da cida­de. Entre os temas abordados, “Relações universidade e empresa: promovendo o desenvolvi­mento regional sustentável”, pelo professor André Fassa, presi­dente da Comissão de Turismo de Lins; “Políticas públicas para o desenvolvimento sustentável em Lins”, pelo secretário de De­senvolvi­mento Sustentado de Lins, Israel Antonio Alfonso; e “Planejamen­to urbano”, pela vice-prefeita, Keiko Obara Kuri­mori. Além des­ses, “Análise so­bre a importância do saneamento no desenvolvi­mento da região”, pelo professor Ivo Nicolielo An­tunes Jr., presi­dente da Senag (Sociedade dos Engenheiros, Arquitetos e Agrô­nomos da Re­gião Administrativa de Lins); “Impactos do mercado globaliza­do no desenvolvimento da re­gião”, por Luiz Cabañas, pró-reitor de Pós-graduação do Uni­lins; e “As vantagens do pinhão manso”, por Roberto Gradella, presidente da Assenap (Associa­ção dos Engenheiros e Arquitetos de Promissão). Diretores do Uni­lins, da Fundação Paulista de Tecnologia e Educação e autori­dades locais estiveram presentes, entre elas o prefeito de Lins, Waldemar Sândoli Casadei.

Mais de 1,5 milhão de assinaturas
      Esse foi o resultado da “Campa­nha pela Redução da Jornada sem Redução de Salários”, lançada pelas centrais sindicais em janeiro último. Seu ápice foi em maio, com ações no Dia do Trabalhador (1º) e Dia Nacional de Mobili­zação e Luta (28).
      Entregue ao Congresso Nacio­nal por essas organizações no dia 3 de junho, o abaixo-assinado que teve a ampla adesão pleiteia a aprovação da PEC 393/01 (Pro­posta de Emenda Constitu­cional), de autoria dos parlamenta­res Paulo Paim (PT/RS) e Inácio Arruda (PCdoB/CE) – a qual con­templa diminuição de 44h para 40h se­manais de trabalho. O objetivo agora é acompanhar a tramitação da proposta no Legis­lativo, bem como de outros pro­je­tos de in­teresse dos trabalhadores.

Campanhas salariais
Cesp –
Pendente desde o ano passado, a PLR 2007 (Partici­pação nos Lucros e Resultados) foi paga pela empresa no dia 12 de junho. Teve como re­ferência uma folha cheia (de dezembro último), sendo 52,5% distribuí­dos de forma linear e 47,5% proporcional ao salário.
Emae – Após dois anos de dis­puta judicial trabalhista, a em­presa reconheceu a data-base da categoria em 1º de junho e chamará o SEESP para a ne­gociação neste ano. Inclusive, no dia 13 de junho, os enge­nheiros da Emae receberam a PLR 2007 pendente desde o julgamento do dissídio coleti­vo econômico daquele ano. O pagamento de uma folha cheia de dezembro último foi feito com distribuição linear entre todos os profissionais da em­presa. Já neste ano as enti­dades sindicais acordaram que a dis­tribuição será feita nos mes­mos moldes da Cesp, fato já comunicado à companhia.
Cetesb – Depois de cinco dias de paralisação, os engenheiros da empresa retornaram ao tra­balho em 10 de junho, con­forme decisão do TRT-SP (Tri­bunal Regional do Trabalho) relativa ao dissídio coletivo de greve. Nesse mesmo dia, a ca­tegoria aprovou em assembléia as bases do Acordo Coletivo Judicial, apresentadas pela empresa ao SEESP na reunião de negociação ocorrida na data. Destacam-se: reajuste de 4,51% extensivo à gratificação de férias e aos auxílios-creche e excepcional; aumento de 10% do vale-alimentação e do vale-refeição comercial; ga­rantia de emprego de 95% do efetivo de pessoal e manuten­ção das cláusulas sociais com destaque para o Plano de Assistência Médico-Hospitalar e para o Parcelamento das Des­pesas Odontológicas.
Sabesp – Engenheiros da Sabesp reunidos em assembléia no dia 9 de junho mantiveram a greve suspensa, aprovaram parcial­mente a contraproposta da em­presa e encaminharam para de­cisão do TRT-SP as cláusulas do reajuste salarial, produtivi­dade e Participação nos Lucros e Re­sultados. Logo após o jul­ga­mento do dissídio será reali­zada nova assembléia para ava­liar a campanha e definir os próxi­mos passos do movimento.
Metrô – Assembléia dos enge­nheiros do Metrô ocorrida em 29 de maio aprovou a contra­proposta da empresa para as­sinatura do Acordo Coletivo de Trabalho 2008. Destacam-se: reajuste de 4,51% extensivo aos demais itens econômicos, aumento salarial de 1,5% a título de produtividade e reno­vação das cláusulas sociais, técnicas e sindicais em vigor.
Cosipa – Em 2 de junho o SEESP assinou acordo com a Cosipa, o qual abrange somente itens econômicos. Destaca-se rea­juste escalonado de 9% (5% a partir de 1° de maio e 4% a par­tir de 1º de junho).

SEESP no ABC na luta pela Previdência Social pública
Acontece no dia 19 de junho, a partir das 10h, em Santo André, a “Grande marcha dos trabalhadores aposentados e da ativa por uma Previdência Social digna agora e no futuro”. A concentração será no Clube dos Aposentados Casa Branca, na Rua 24 de fevereiro, 554, no bairro Casa Branca, com destino ao Paço Municipal. A iniciativa tem o apoio da Delegacia do SEESP no Grande ABC.

 

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda