logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Editorial – Pela melhoria dos serviços públicos

Avalie este item
(0 votos)

       Congregando atualmente engenheiros, economistas, farmacêuticos e nutricionistas, a CNTU (Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados) decidiu colocar em pauta um debate que diz respeito não só a essas categorias, mas a toda a sociedade brasileira. Conforme decisão tomada na reunião de diretoria realizada em 20 de março, a entidade promoverá, no mês de julho, um seminário para discutir a qualidade dos serviços públicos oferecidos no Brasil e como melhorá-los. Entre as motivações, o fato de não ser razoável que o nosso País siga tendo uma carga tributária próxima aos 40% do PIB (Produto Interno Bruto) e, em contrapartida, ofereça serviços em sua grande maioria sofríveis, como se vê na saúde, na educação e no transporte, para citar apenas alguns.
       A iniciativa é afeita aos profissionais ligados à confederação por dois aspectos fundamentais. Em primeiro lugar, porque esses são cidadãos, contribuintes, e integram a classe média fortemente one­rada pelos impostos e frequentemente obrigada a contratar no setor privado itens que deveriam ser oferecidos pelo Estado. Além disso, várias categorias potencial­mente represen­tadas pela CNTU são mão de obra funda­mental desses serviços. Por isso mesmo, ponto importante do semi­nário será a valorização profissional no serviço público.
       Em fase de formatação, o evento reunirá especialistas e autoridades governa­mentais das áreas a serem abordadas. A ideia é que possamos fazer um diagnós­tico do proble­ma, elaborar saídas e propor que essas sejam implementadas pelo poder público. Esse esforço deverá se inspirar no trabalho bem-sucedido da FNE (Federação Na­cional dos Engenheiros), ao qual o SEESP se engajou fortemente, com o projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desen­vol­vimento”, que formatou um plano de de­senvolvimento nacional para discussão com o governo e a sociedade. Uma participação já confir­mada é o ministro da Previ­dência Social, José Pimentel, que vem aprimorando o trabalho da pasta com o objetivo de facilitar a vida dos trabalha­dores que buscam a concessão do benefício.

A confederação
       Reconhecida oficialmente em 9 de outubro de 2008, a CNTU é um antigo anseio das categorias profissionais regu­lamentadas com formação universi­tária e se constitui em mais uma trin­cheira de luta pelos direitos dos traba­lhadores, pelo desenvolvimento socioeconômico brasileiro e pela demo­cracia. A entidade teve seu lançamento realizado em semi­nário em São Paulo, em 28 de novembro último. Na ocasião, já colocou em dis­cussão a crise econômica que se espalhou pelo globo no último trimestre do ano passado, além da formação dos pro­fis­sionais universitários, a organi­zação sindi­cal brasi­leira e as relações do trabalho.

 

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda