logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Engenheiro XXI - Profissionais e estudantes se atualizam na área de gestão e liderança

Avalie este item
(1 Votar)

O Núcleo Jovem Engenheiro do SEESP realizou, nos dias 7, 14 e 21 de abril, o curso “Liderança e gestão de pessoas na engenharia”. “Trabalhamos temas que envolvem competências de um líder, comunicação, feedback, tomada de decisão, avaliação situacional, dentre outros”, disse a especialista e professora Alexandra Justo.

 

 Ela explica que é impossível trabalhar essa liderança e gestão “se não pensarmos em nossas empresas e instituições de forma estratégica, considerando também a realidade econômica e social em que estão inseridas”. Para tanto, relata, “nesse curso apresentamos as premissas da liderança, administração estratégica e algumas rotinas da área de gestão de pessoal, como as informações da rotina trabalhista e as vinculadas ao e-Social – novo Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas”.

 

 Segundo Justo, é impossível tratar liderança e trabalho em equipe sem abordar a temática da diversidade, como, por exemplo, geracional e tantas outras. “Temos que atentar à inclusão das diversas idades e experiências no cenário de trabalho, assim como das pessoas com deficiência”, acrescenta. E conclui: “O que se coloca é como um gestor engenheiro consegue incluir todas essas demandas, trazendo as características principais de cada pessoa e que somam ao ganho em equipe e ao resultado da empresa, demonstrando vantagem competitiva.”


Foto: Lucas Gabriel Batista Alves
SIte 515 EngXXI CursoGestãoLiderançaPrimeira turma do curso "Liderança e gestão de pessoas na engenharia", no sindicato.

 

Outro ponto relevante do curso, conforme a especialista, foi “a aplicação de algumas ferramentas de coaching para que os próprios profissionais se enxergassem e pudessem avaliar como está seu perfil enquanto líderes, como são seus processos de comunicação e relacionamentos com os outros pares”. Também foi tratada a inteligência emocional que o engenheiro pode se valer como facilitador em seu papel de líder gestor.

 

A primeira turma, informa a coordenadora do Núcleo Jovem Engenheiro, Marcellie Dessimoni, contou com perfis diferentes, o que gerou uma boa dinâmica nos encontros que foram realizados na sede do sindicato, em São Paulo. “Tivemos aqui com a gente estudantes e engenheiros já no mercado de trabalho, da Capital e do Interior de São Paulo.”

 

Oportunidades na engenharia

Vagas para estágio nas áreas de logística e tecnologia

 

A MRS, operadora logística que administra uma malha ferroviária de 1.643km nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, está com inscrições abertas para o novo ciclo do seu Programa de Estágio 2018/2019. Há vagas abertas para os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Na área de engenharia são as seguintes modalidades: civil, de controle e automação; de materiais; de produção; elétrica; mecânica e mecatrônica. Podem participar estudantes de nível superior e técnico com previsão de formatura entre julho e dezembro de 2020. Inscrições até 20 de maio.

 

 Já a Henkel, líder global em marcas e tecnologias, está com processo seletivo para estágio a estudantes do penúltimo ano em qualquer área da engenharia até 31 de maio. As vagas são para atuação na Capital e em outras três cidades paulistas (Jundiaí, Itapevi e Diadema).

 

 

Fazendo diferente

Startup e consultoria na vida do jovem engenheiro

 

Em agosto de 2016, os engenheiros Renan Galvão Silva e Renato Morettini criaram a startup Modo de casas pré-fabricadas. Como consta da apresentação do site (http://www.modoit.com.br/), a proposta traz “um novo conceito de morar, não mais de construir, mas de montar e desmontar uma casa, flexível, que se adequa sempre às suas necessidades”. A ideia, conta Silva, surgiu dos vários trabalhos que ambos desenvolveram em empresas de construção civil. “Víamos como o setor segue os mesmos padrões e erros em diversos ambientes. Isso nos motivou a montar essa startup para eliminar esses problemas, que vão desde a execução do trabalho até o desperdício de material.”

 

 Aos 24 anos de idade, Silva tem ainda uma empresa de consultoria na parte de Building Information Modeling (BIM) – processo que possibilita representação virtual de características de uma edificação ou qualquer construção, por todo o seu ciclo de vida. “Para mim tem sido vantajoso exercer a profissão assim, porque aprendo com projetos e empresas diferentes”, destaca.

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda