GRCS

EDITORIAL - Uma conquista para o movimento sindical

Avalie este item
(0 votos)

      No dia 21 de agosto, o SEESP foi cenário de um episódio de grande importância para a organização dos engenheiros e do conjunto dos profissionais liberais. O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, acompanhado do secretário Nacional das Relações do Trabalho, Luiz Antonio de Medeiros, e do deputado federal Paulo Pereira (PDT/SP), determinou que seja editada instrução normativa quanto à necessidade de comprovação da quitação da contribuição sindical desses trabalhadores junto aos órgãos públicos. A decisão atendeu a pleito da CNTU (Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados).
       Já prevista na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), a regra vinha sendo desrespeitada e a demonstração do pagamento não tem sido exigida quando da participação em concorrências públicas ou licitações ou mesmo para obtenção de registro junto aos conselhos regionais e federais. A medida tomada pelo ministro vem, assim, reforçar a relevância da representação sindical dessas categorias, o que é extremamente importante.
         O documento foi assinado durante almoço no qual o ministro foi homenageado, exatamente por sua postura à frente de uma pasta que poucas vezes foi tão bem comandada. Lupi vem, no exercício do cargo, demonstrando firmeza e coragem na defesa dos direitos dos trabalhadores brasileiros, além de espírito público e senso de justiça inestimáveis. 
      Não bastasse tudo isso, o ministro mostrou-se, ao visitar a casa dos engenheiros, ainda mais merecedor da deferência. Falando a um grupo de dirigentes, deixou claras mais uma vez sua riqueza de espírito e disposição para a luta. Lembrou sua origem humilde, seu papel de arrimo de família e sua trajetória política, marcada pela coerência e compromisso com o trabalhismo. Não se esqueceu, obviamente, do ex-governador Leonel Brizola, seu mentor e padrinho político: “Tenho com vocês uma dívida de gratidão, porque foi um engenheiro que me deu todas as oportunidades que eu tive”, ressaltou. Falando com a alma, emocionou a todos, levou muitos à risada franca e alguns às lágrimas. Esse foi certamente um dia de grande conquista e de uma justa homenagem.

Murilo Celso de Campos Pinheiro
Presidente

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda