GRCS

Canteiro – SEESP: 83 anos em defesa dos engenheiros e do desenvolvimento

Avalie este item
(0 votos)

No dia 21 de setembro último o sindicato completou 83 anos reforçando as ações e lutas em defesa da categoria e do desenvolvimento nacional. Para o presidente em exercício da entidade, João Carlos Gonçalves Bibbo, o SEESP hoje é um exemplo no Brasil em termos de ação sindical e engajamento social. “Mantém uma faculdade de engenharia (o Instituto Superior de Inovação e Tecnologia), oferece diversos benefícios aos nossos associados e realiza muitas negociações salariais, representando todos os engenheiros do Estado de São Paulo”, enfatiza. Ele acrescenta: “Completamos mais de oito décadas de vida com muita prosperidade e muito conscientes do nosso papel não só para a engenharia, mas para o País.”

Atualmente, o SEESP firma convenções coletivas de trabalho com seis entidades patronais e acordos coletivos de trabalho com 12 empresas públicas e 20 privadas. Alguns dos destaques no período mais recente são a atuação na regularização da carreira do engenheiro junto à Prefeitura Municipal de São Paulo e a formação do Núcleo Jovem Engenheiro, o qual atraiu estudantes que assumiram o projeto “Cresce Brasil – Itaim Paulista”, que traz contribuições para conter os alagamentos no bairro na zona leste da Capital.

 

Campanhas salariais

Sinaenco – O SEESP instaurou Dissídio Coletivo no dia 20 de setembro, junto ao Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-SP). A ação ocorre depois de três reuniões de negociação com os representantes do Sindicato Nacional das Em­presas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (Sinaenco), com o objetivo de firmar a Convenção Coletiva de Trabalho 2017. Em nenhuma delas, a entidade patronal apresentou uma proposta que atenda aos interesses da categoria.

Os engenheiros reivindicam reajuste salarial de 3,99% retroativo à data-base (1º de maio), extensível aos demais itens econômicos, além de manutenção das cláusulas preexistentes. O Sinaenco, por sua vez, propôs reajuste de 2% com acréscimo de 0,5% em janeiro de 2018, 6,47% de reposição para o piso e nada para os demais itens econômicos, além da exclusão das cláusulas da PLR, da estabilidade no período prévio à aposentadoria, da alta médica programada, da contribuição assistencial e do banco de horas.

 

CET – Em reuniões com os engenheiros da Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET-SP) nos dias 4 e 6 de setembro, o SEESP esclareceu seus representados sobre diversos assuntos. Quanto ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT 2017), o sindicato informou que está aguardando receber da empresa minuta completa para análise final e assinatura. Sobre o Dissídio Coletivo de 2013, apontou os resultados satisfatórios alcançados em relação ao piso salarial da categoria e ao plano de saúde e odontológico (Pamo).

 

Sindicato se soma a ação para barrar privatizações no Metrô

Os engenheiros que trabalham na Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), reunidos em assembleia no dia 26 de setembro, aprovaram o ingresso do SEESP em ação civil pública contra a licitação com concorrência internacional para a concessão das linhas 5 – Lilás e 17 – Ouro, juntamente com os sindicatos dos Arquitetos no Estado de São Paulo (Sasp) e dos Metroviários. Segundo o diretor do SEESP, Emiliano Stanislau Affonso Neto, a decisão da categoria se fundamenta no fato de que as privatizações podem “causar prejuízos à população e ao erário público”.

Realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM), a licitação inclui operação, manutenção, conservação, melhorias, requalificação, adequação e expansão. A abertura dos envelopes ocorreria no dia 28 de setembro, no prédio da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BMF & Bovespa), no centro da Capital, mas foi suspensa pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Além de apresentar diversas irregularidades, como afirma Affonso Neto, “não acrescenta sequer um metro a mais de novas linhas para a população”. No dia 27, representantes dos sindicatos concederam coletiva de imprensa sobre o tema, na sede do Sasp.

 

Grande ABC comemora 25 anos

Os engenheiros do Grande ABC comemoram, tradicionalmente, o Dia do Engenheiro em uma sessão solene na Câmara Municipal, devido a um decreto legislativo de 1995 que determina que a data seja celebrada na primeira quinzena de novembro. Neste ano, será no dia 7, às 19h, no plenário, e há um motivo a mais para a comemoração: os 25 anos da Delegacia Sindical na região. Dois engenheiros do Grande ABC serão homenageados, representando a atuação do profissional no mercado de trabalho.

Após a cerimônia, haverá um coquetel para brindar a ocasião no salão do Sindicato dos Bancários do ABC.

“É com grande alegria que celebramos esses 25 anos. A região possui muitos engenheiros na indústria, que possuem sindicatos majoritários. Então, tem sido um trabalho intenso para conscientizar a categoria sobre a importância de fortalecer a nossa entidade”, ressalta Silvana Guarnieri, presidente da Delegacia Sindical do SEESP no Grande ABC.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda