logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Canteiro

Avalie este item
(0 votos)

Vitória dos profissionais da CET

O SEESP conquistou importante vitória na Justiça em benefício dos engenheiros da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-SP). A empresa deverá cumprir a Lei Federal nº 4.950-A/66 e pagar aos profissionais o piso da categoria, conforme decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) em 3 de julho. A sentença refere-se ao Dissídio Coletivo de Greve de 2013, e a companhia terá de fazer a quitação retroativa aos empregados que vinham recebendo salários abaixo do que é determinado pela legislação.

 

Greve na CPTM contra redução de salários

Engenheiros da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) estão mobilizados após decisão da empresa de diminuir salários. A companhia repercutiu aviso, após decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre o dissídio coletivo referente à data-base de 2011, informando que pretende aplicar uma redução de 3,51% na tabela salarial. O desconto seria para diminuir o percentual de aumento real obtido naquele ano, após julgamento da greve da categoria.

O SEESP protocolou ofício em 18 de julho comunicando sobre a deliberação dos profissionais da companhia de deflagração de movimento paredista a partir de 1º de agosto. A paralisação seria confirmada em assembleia no dia 31 de julho. O documento esclarece que a entidade mantém-se aberta à negociação.

 

Isitec e Univem firmam acordo de cooperação técnica

O Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec), mantido pelo SEESP, e o Centro Universitário Eurípides de Marília (Univem) assinaram, em 3 de julho, acordo de mútua cooperação, visando o desenvolvimento conjunto de trabalhos em áreas de interesse comum. As instituições reunirão esforços para realizar ações como intercâmbios de experiências entre docentes, pesquisadores, estudantes e profissionais; participação em seminários, congressos e encontros técnicos, acadêmicos e científicos; programas de coorientação em atividades de ensino, pesquisa e extensão universitária; programas para desenvolvimento de cursos de extensão e pós-graduação lato sensu; e promoção de cursos de curta duração.

 

Como a engenharia pode aprimorar segurança alimentar

A importância e a representatividade do agronegócio na economia brasileira e o aproveitamento do seu potencial a partir da engenharia estarão em debate no seminário “Inovação, segurança alimentar e logística”, que será realizado no dia 4 de agosto, no auditório do SEESP, na capital paulista (Rua Genebra, 25, Bela Vista). O seminário é uma realização da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), juntamente com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, com o apoio do sindicato, do Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU). Mais informações e inscrições pelos telefones (11) 3113-2641 e (61) 3225-2288 ou e-mails Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Acordos Coletivos

Cesp – Aprovado em 30 de junho último reajuste de 3,60% aos profissionais da empresa.

AES Tietê – No dia 4 de julho foi aprovada proposta de reajuste de 3,60%, pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPCA-Fipe), vales refeição e alimentação em 8,01% e auxílios creche e babá em 3,78%, entre outros itens negociados pela categoria.

SPTrans – Reajuste de 4,08% pelo IPCA-Fipe apurado entre maio de 2016 e abril de 2017 sobre os salários vigentes na data-base (1º de maio), extensivo ao auxílio-alimentação, no dia 5 de julho.

EMTU – No dia 12 de julho foi confirmada a proposta apresentada, que contempla 3,71% para correção dos salários, referente ao Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), extensivo aos benefícios de caráter econômico.

CDHU – Os engenheiros, com data-base em 1º de maio, aprovaram reajuste salarial de 3,71% no dia 12 de julho.

Cteep – Após jornada de assembleias realizadas em julho, profissionais aprovaram 3,60% de reajuste salarial.

Usiminas – Um dos grandes avanços do acordo aprovado em assembleia realizada na Delegacia Sindical do SEESP na Baixada Santista no dia 11 de julho foi o aumento da licença-maternidade de 120 para 180 dias. O reajuste salarial ficou em 4,5%, sendo 4% retroativos à data-base (1º de maio) e 0,5% a partir de setembro próximo. A garantia do piso salarial dos engenheiros foi preservada. Além disso, foi mantida a cláusula de emprego na pré-aposentadoria.

 

Assinadas convenções de trabalho da Fiesp e da Fecomercio

O SEESP firmou, em sua sede na Capital, em 7 de julho, as convenções coletivas de trabalho junto aos representantes das federações da indústria (Fiesp) e do comércio, bens e serviços do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). Foi fechado reajuste de 3,99% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As federações, inicialmente, ofereceram apenas 80% do índice. O acordo manteve direitos já conquistados, como, no caso da Fecomercio, o pagamento do piso salarial (Lei nº 4.950-A/66), assim como a ultratividade da norma. Esta última trata da integração de acordos ou convenções coletivas aos contratos individuais e assegura que modificações possam ser feitas somente por negociação coletiva de trabalho.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda