GRCS

Comunicação SEESP

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) está com concurso público aberto para o preenchimento de 661 vagas de emprego na grande São Paulo. A oportunidade contempla diversas áreas, entre elas as engenharias ambiental, civil, mecânica, elétrica, sanitarista e de segurança do trabalho, para atuar em Lins e região.

As inscrições vão até às 14h do dia 26 de março, conforme edital, e a prova será no dia 6 de maio. Os salários iniciais vão de R$ 1.854,54 até R$ 7.964,50. Os aprovados serão contratados em regime de CLT e, além dos benefícios previstos na legislação, receberão também: participação nos lucros, plano de saúde (estendido aos dependentes sem acréscimo), cesta básica, vale-refeição, previdência suplementar e gratificação de férias.


>> Inscrições pelo site da Fundação Carlos Chagas

 

 

 

 

A Delegacia Sindical do SEESP em Lins prepara-se, após um 2016 difícil, para um ano novo diferente, intensificando o contato com os profissionais abrangidos pela regional. A indicação é do presidente Juliano Munhoz Beltani, engenheiro eletricista e professor: “Este ano não foi fácil para os profissionais da área técnica por causa de tanta indecisão política e instabilidade financeira.” A ideia, diz Beltani, é intensificar as atividades junto aos profissionais, criando debates importantes sobre a profissão e a intervenção em assuntos das cidades. “Temos um histórico importante nesse sentido que nos credencia para esse debate.” 


Foto: Beatriz Arruda/SEESP
Juliano Munhoz Beltani 2 
 Beltani: "Como em todos os seguimentos, a engenharia sofreu com as indecisões
políticas e a instabilidade financeira do País."
 

Qual o balanço que o senhor faz das atividades e ações sindicais da Delegacia Sindical em 2016 na região?
Juliano Munhoz Beltani – Estamos sempre presentes em ações realizadas em nossa região, com destaque para as atividades que envolvem o Poder Público, como é o caso do Plano Diretor do Município de Lins, que passa por uma ampla renovação e atualização. 

O ano foi difícil?
Beltani – Realmente 2016 não foi fácil. Como em todos os seguimentos, a engenharia sofreu com as indecisões políticas e a instabilidade financeira do País. Mas acredito que os momentos de crise também servem para a busca de novas oportunidades, com os profissionais ainda mais empenhados na inovação, aperfeiçoamento, criatividade e empreendedorismo. Inclusive participamos de um projeto inovador que foi a implantação de uma usina solar de 554 kWp, instalada nas dependências do Centro Universitário de Lins (Unilins). Estivemos presentes, como em outros anos, no Concurso de Ideias de Negócios, denominado “Empreendedor do Futuro - 2016”.  

Já existem planos de trabalho para 2017?
Beltani – Ano novo! Vida que segue! Intensificaremos nossas atividades junto aos nossos profissionais, pois acredito que com mais capacitação, o engenheiro poderá ter mais oportunidades. Além, é claro, de nos colocarmos sempre à disposição para participar de projetos voltados ao Poder Público e à comunidade geral de Lins e região.  

Como o senhor vê o papel da inovação?
Beltani – Como professor universitário nas áreas de engenharia elétrica, logística e gestão da produção, além de empresário, vejo a inovação e a tecnologia como fontes de crescimento de um País. Hoje, as tecnologias estão sendo inovadas com uma velocidade muito rápida. Na área acadêmica, incentivo os estudantes a inovarem e a conhecerem as tecnologias, assim poderão ser grandes profissionais.  

Quantos profissionais e quais cidades a Delegacia Sindical abrange?
Beltani – Temos cerca de 600 profissionais na região. Além de Lins, a Delegacia abrange as cidades de Promissão, Guaimbê, Uru, Cafelândia, Getulina, Guaiçara, Sabino, Guarantã e Pongai.  

Quando foi fundada a Delegacia Sindical?
Beltani – Em 1994. No começo, ficamos no mesmo prédio da Sociedade dos Engenheiros, Arquiteto e Agrônomo da Região Administrativa de Lins (Senag), mas em razão de um projeto inovador do presidente Murilo Pinheiro conquistamos, em 2009, sede própria.  

Como o senhor vê o movimento Engenharia Unida da FNE?
Beltani – Estou muito feliz com o atual movimento, pois quando a classe está unida, todos são favorecidos. Espero que em 2017 os governos (municipais, estaduais e até o Federal) possam ouvir e atender as sugestões da nossa classe.

 

 

Rosângela Ribeiro Gil
Comunicação SEESP






 

O Projeto Empreendedor do Futuro é uma ação conjunta entre a Faculdade de Tecnologia (Fatec) e a Escola Técnica Estadual (Etec) de Lins, Centro Universitário Unilins, Centro Universitário Salesiano de Lins e Agência de Desenvolvimento Tecnológico e Econômico de Lins (Adetec), com o apoio da Delegacia Sindical do SEESP de Lins. Uma de suas principais ações é a realização do Concurso de Modelo de Negócios, cujo objetivo é fomentar o espírito inovador e empreendedor em jovens estudantes de cursos de graduação, cursos técnicos e cursos profissionalizantes e, como consequência, o despertar de novas vocações e negócios para nossa região.

O Concurso oferece, ainda, aos projetos mais bem classificados, a oportunidade de passar pelo processo de pré-incubação na Incubadora de Empresas de Lins, motivando os alunos participantes a iniciar seu primeiro empreendimento.

 


Imprensa – SEESP
Com informação da Delegacia Sindical de Lins









agenda