GRCS

Mostrando itens por marcador: jovens profissionais

Em seminário realizado no dia 9 de dezembro último, na sede do SEESP, pelo departamento Jovem Profissional da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU), o especialista em economia do trabalho e professor aposentado da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Waldir Quadros, apresentou um mapeamento socioeconômico dos jovens profissionais das seis categorias que compõem a entidade - engenheiros, médicos, odontologistas, farmacêuticos, economistas e nutricionistas. A base de dados, informou ele, foi a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que indicou que as seis profissões atingiram, em 2013, 1,284 milhão de pessoas, 63% a mais ante 2004, quando esse número era de 796 mil.

Confira a íntegra desse trabalho clicando aqui.



Rosângela Ribeiro Gil
Imprensa SEESP






 



O 3º Encontro Nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU), realizado em 10 de dezembro na sede do SEESP, na Capital, terminou em grande estilo, com a entrega do prêmio Personalidade Profissional 2015. Trata-se de reconhecimento aos destaques do ano nas seis categorias que compõem a confederação – engenheiros, economistas, nutricionistas, farmacêuticos, odontologistas e médicos –, indicados pelas suas representações na confederação, além de nome escolhido pela CNTU como “Excelência em gestão pública” (confira abaixo seus perfis).

Agraciado em economia, Sérgio Mendonça lembrou sua trajetória profissional iniciada há 37 anos e destacou: “Nos últimos anos, tem-se uma ‘matematização’ da economia e isso tem nos afastado de lidar com o homem e a sociedade. Precisamos contribuir para encontrar caminhos à nova etapa do desenvolvimento nacional.”

Na categoria Engenharia, o prêmio coube a Carlos Monte, que homenageou seus avós e o pai, de quem herdou a vocação para a profissão. Em seu discurso, salientou as obras de infraestrutura necessária ao País avançar, apontadas no projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” – iniciativa da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), e sua fé de que “voltaremos a crescer”.

Personalidade Profissional 2015 em Farmácia, José Miguel do Nascimento Jr. enfatizou a oportunidade que teve ao longo da sua carreira de “contribuir à assistência farmacêutica no Brasil” e alertou para sua importância em um projeto de desenvolvimento nacional que alie “conhecimento e inovação a serviço da saúde e bem-estar da população”, bem como do respeito à democracia.

Em Medicina, foi agraciado Geraldo Ferreira Filho, para ele, “um reconhecimento à contribuição ao crescimento, fortalecimento e aprimoramento das instituições que criei, presidi e participei”.

Premiada em Nutrição, Patricia Constante Jaime arrancou aplausos ao homenagear as mulheres trabalhadoras brasileiras, “que têm conquistado espaço no mercado”. Falou ainda da garantia constitucional do direito à saúde e à alimentação saudável, a partir de um sistema socialmente justo e sustentável do ponto do vista ambiental. “Saio daqui fortalecida para seguir nessa trajetória de luta.”

Ao receber o prêmio em Odontologia, Rozângela Camapum frisou o avanço obtido no País em saúde bucal nos últimos anos, enaltecendo as ações da CNTU e da Federação Interestadual dos Odontologistas (FIO) que contribuíram para tanto. “Trabalhamos de mãos dados e de forma coletiva, continuemos juntos, é assim que vamos transformar o País. Temos hoje grandes dificuldades políticas e econômicas, e o Brasil dará a volta por cima, como sempre fez, com ajuda dessas entidades.”

Por fim, Gilberto Kassab foi agraciado como Excelência em gestão pública e concluiu: “A vida pública é gratificante, tem momentos de reconhecimento, mas também de desgaste, o que exige desprendimento. Com essa homenagem, recarregamos nossas baterias para  que possamos continuar em nossa missão de servir o País.”

Ao encerramento, o presidente da CNTU, Murilo Celso de Campos Pinheiro, parabenizou os homenageados e afirmou: “É uma satisfação estar nessa confederação que tem no seu bojo a lealdade, seriedade e compromisso com as questões da sociedade brasileira e principalmente com a vontade dos trabalhadores que representa. No próximo ano, a CNTU vai crescer mais, e juntos vamos fazer do Brasil um país mais forte, que todos queremos e merecemos.” 

Economia

Sérgio Eduardo Arbulu Mendonça

Bacharel em Economia pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP), pós-graduado na área pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Foi professor de economia e gestão das relações de trabalho na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atuou por mais de 20 anos no Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), ocupando os cargos de analista e diretor técnico. Foi conselheiro efetivo do Conselho Regional de Economia da 2ª. Região – São Paulo (Corecon-SP) e do Programa Comunidade Solidária. Atualmente é secretário de Relações de Trabalho no Serviço Público no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Na mesma pasta, foi secretário de Recursos Humanos, entre 2003 e 2007. Integra o Conselho de Administração da Liquigás Distribuidora S.A. e da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). 

Engenharia

Carlos Saboia Monte

Engenheiro mecânico formado pela Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sócio-gerente da Profix Consultoria desde 1998, é consultor e coordenador técnico do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, iniciativa da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), desde 2006, quando foi lançado. Exerceu atividades profissionais como engenheiro nas companhias públicas Furnas Centrais Elétricas S/A e Centrais Elétricas Brasileiras – Eletrobras S/A e nas privadas Montreal Engenharia, Chicago Bridge Construções, Iterna Isolantes Térmicos Nacionais e Project Engenharia Industrial. Foi diretor das empresas Floryl Florestadora Ypê e Multiplic Mineração, bem como do Desenvolvimento de Novos Negócios do grupo financeiro Multiplic. Secretário-geral do Ministério da Previdência e Assistência Social em 1987 e 1988. 

Farmácia

José Miguel do Nascimento Júnior

Graduado em Farmácia Bioquímica, especialista e mestre em Saúde Pública pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). É diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, no qual foi coordenador-geral de assistência farmacêutica básica. É ainda coordenador do Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica no Sistema Único de Saúde (Qualifar-SUS) e dos comitês Nacional para a Promoção do Uso Racional de Medicamentos e Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos, além de membro de vários outros, bem como de conselhos e câmaras. Foi diretor de assistência farmacêutica da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, consultor do Departamento de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde e presidente do Conselho Regional de Farmácia de Santa Catarina. Também foi professor da Universidade do Vale do Itajaí em Santa Catarina. 

Medicina

Geraldo Ferreira Filho

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com residência médica em Anestesiologia pela Santa Casa de Ribeirão Preto, atua nessa área nos setores público e privado, vinculado aos hospitais Walfredo Gurgel, Onofre Lopes e à Clínica Integrada de Anestesia. Atualmente, ocupa o cargo de secretário de Finanças na Federação Nacional dos Médicos (Fenam), a qual presidiu entre 2012 e 2015, liderando a resistência ao governo federal nos vetos ao Ato Médico e ao programa Mais Médicos. Está à frente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte, pelo terceiro mandato. Comandou ainda, ao longo de sua trajetória, a Sociedade de Anestesia e a Associação Médica do estado, bem como aCooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed). E exerceu o cargo de diretor de marketing da Associação Médica Brasileira entre 2005 e 2011. 

Nutrição

Patricia Constante Jaime

Nutricionista, mestre e doutora em Saúde Pública e pós-doutora em Epidemiologia Nutricional pela Universidade de São Paulo (USP) e em Políticas Públicas de Alimentação e Nutrição pela London School of Hygiene and Tropical Medicine, Reino Unido. Professora associada do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da USP. Formada há 20 anos, tem ampla experiência no ensino e pesquisa no campo da nutrição em saúde pública e na gestão de políticas públicas. Esteve à frente da Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde de 2011 a 2014, sendo responsável pela gestão federal da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e pela coordenação técnica do novo Guia Alimentar para a População Brasileira, lançado pelo Ministério da Saúde em 2014. 

Odontologia

Rozângela Fernandes Camapum

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal de Goiás (UFG), especialista em Odontopediatria pela Associação Brasileira de Odontologia de Goiás. Foi coordenadora Geral de Saúde Bucal do Ministério da Saúde até novembro último, secretaria Especial de Saúde Indígena do órgão até agosto de 2015 e cirurgiã-dentista da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal de 1987 a 2012. Membro de diversos conselhos e comissões ao longo de sua carreira, participou e organizou palestras, cursos, oficinas de capacitação, seminários e conferências. Iniciando sua militância no movimento estudantil, foi presidente da Federação Interestadual dos Odontologistas de 1995 a 1998 e coordenadora-geral do Fórum dos Trabalhadores das Entidades Nacionais da Área da Saúde de 1997 a 1998 e de 2005 a 2006. Coordenou ainda a elaboração de diversas publicações em sua área, como manuais, planos e relatórios. 

Excelência em gestão pública

Gilberto Kassab

Graduado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) e em Economia pela Faculdade de Economia e Administração (FEA-USP), também cursou Introdução à Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB). É ministro das Cidades desde janeiro de 2015. Vereador em São Paulo em 1992 e deputado estadual em 1995, licenciou-se nos dois últimos anos de mandato para ser secretário de Planejamento da Prefeitura do município, em que coordenou o processo de conclusão do Plano Diretor de São Paulo, parado havia mais de 20 anos. Foi ainda deputado federal em 1998 e em 2002. Na Câmara, apresentou projeto transformado em lei que instituiu a tarifa social de energia elétrica para consumidores residenciais de baixa renda. Renunciou ao cargo em janeiro de 2005 para assumir o mandato de vice-prefeito de São Paulo. No ano seguinte, assumiu o comando da Prefeitura da cidade e em 2008 alcançou a reeleição, em caráter pioneiro na história do município.

 

 

 

 

Soraya Misleh
Imprensa SEESP 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

agenda