GRCS

No início deste ano, a siderúrgica Simec começou a construção de sua sede em Pindamonhangaba, gerando 500 empregos, nesta fase, e no início da produção, prevista para 2013, a geração deve ser em torno de 1.200 empregos diretos.

A empresa está sendo construída em uma área de 150 mil m², às margens da rodovia SP-62 (Pinda/Moreira César, no trecho Vereador Abel Fabrício Dias), e o total da área adquirida pela empresa é de 1,3 milhão m².

Segundo o conselheiro de administração do grupo Simec, Eduardo Virgil, após os trabalhos de terraplanagem e de fundação, a construção está recebendo as vigas para a montagem dos galpões. "Está sendo feito no momento a montagem dos galpões industriais, e os equipamentos devem ser instalados a partir de outubro”, disse Virgil, que afirmou também que, só na parte de fundação para receber a estrutura da siderúrgica foram investidos cerca de R$30 milhões.

Ainda de acordo com o executivo, depois de construída, a indústria deverá produzir 500 mil toneladas anuais de aço, de vergalhões e fio máquina. Com isso, serão gerados mais empregos em Pinda. "Serão 500 empregos diretos e cerca de 1.000 indiretos nesta primeira fase do empreendimento que deve começar a operação de vendas no segundo semestre de 2013. Temos projetos para que futuramente seja feita uma expansão da siderúrgica, cuja fase deve ter um investimento de mais U$ 500 milhões", contou o conselheiro.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Pindamonhangaba, Álvaro Staut Neto, as negociações para a vinda da empresa foram demoradas, pois implicava vários estudos técnicos. "Eles estudaram várias cidades de todo o país e escolheram Pindamonhangaba devido a uma séria de fatores positivos do município, como a lei de incentivos fiscais da Prefeitura, a infraestrutura, facilidade para receber e escoar mercadorias, crescentes números econômicos, mão de obra qualificada, dentre outros", explicou o secretário.

 

Imprensa – SEESP
* Informação do Vale News



agenda