GRCS

Mostrando itens por marcador: SampaPrev

Deborah Moreira
Comunicação SEESP*

Os engenheiros da Prefeitura Municipal de São Paulo (PMSP), juntamente com outras categorias do serviço municipal, deram um recado aos vereadores e ao Executivo: não mexam na aposentadoria dos servidores. Na tarde de ontem (18/10), centenas de servidores lotaram o plenarinho externo da Câmara Municipal para expressar a indignação sobre a intenção do governo em reformular a previdência municipal.


Foto: Frederico Okabayashi
engenheiros prefsp camara home


Delegados sindicais e profissionais da engenharia compareceram no local devido a uma reunião extraordinária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) onde estava prevista uma apreciação do substitutivo ao PL 621/2016, que prevê uma reforma da previdência municipal. No entanto, o texto já havia sido retirado pelo governo antes mesmo da audiência de quarta-feira. Mesmo assim, os engenheiros decidiram, em assembleia realizada na quarta (11), na sede do SEESP, ir à Câmara para demonstrar que a categoria está mobilizada sobre essa questão.

“Se a gente não se mexesse, o texto provavelmente estaria tramitando. Foi uma mobilização modesta, podemos muito mais. Mas, para o momento, foi certeira: demos o recado”, afirmou o delegado sindical Frederico Jun Okabayashi, presente na Câmara.

O presidente da Câmara, Milton Leite (DEM), anuncio, durante o Colégio de Líderes ocorrido na terça (17), onde um grupo de engenheiros também esteve presente, que não pretende votar projeto da gestão João Doria sobre a previdência do servidor antes da reforma da previdência proposta pelo governo Michel Temer. Na CCJ, o presidente do Colegiado, o vereador Mario Covas Neto (PSDB), disse o mesmo aos servidores que lotavam a sala Prestes Maia. Segundo Covas, quando receber o novo texto, a Casa vai realizar uma audiência pública para discutir a reforma municipal da previdência e a criação Entidade Fechada de Previdência Complementar da Cidade de São Paulo, que vem sendo chamada de Sampaprev. Logo após o anúncio do vereador os funcionários públicos deixaram a sala.

Está sendo preparada para o dia 27 de outubro próximo, Dia do Servidor, uma série de mobilizações e paralisações em todo o País. Em São Paulo, as categorias se reúnem para organizar a mobilização.



* Com informações dos delegados sindicais do SEESP e da Câmara Municipal



Página 2 de 2

agenda