GRCS

Do IPT

A Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos (Almaco) e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) firmaram um acordo que contempla a realização, em 2018, de uma série de cursos práticos no Núcleo de Estruturas Leves. 

Construído pelo IPT no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP), o núcleo é o único da América do Sul especializado em pesquisas aplicadas aos processos de fabricação de estruturas leves. “A parceria com o IPT nos dará condições de oferecer treinamentos em um ambiente marcado pela tecnologia de ponta”, comenta Gilmar Lima, presidente da Almaco. Entre os equipamentos instalados no núcleo, destaque para as máquinas de deposição e laminação automática de fibras (fiber placement e tape laying) e uma prensa de moldagem por infusão de resina (resin transfer molding).

De acordo com Hugo Resende, diretor do núcleo, os cursos ajudarão a disseminar os usos mais avançados dos compósitos, o que deve estimular o aumento da presença do material em projetos desenvolvidos no Brasil. “Serão oferecidos treinamentos de média complexidade e com foco em sessões práticas, de modo a permitir que as pessoas entendam as vantagens e dificuldades de se produzir peças de compósitos, inclusive utilizando equipamentos automáticos e materiais pré-impregnados”, afirma ele.


Assessoria de imprensa da 4ª RM Vale TI

O Parque Tecnológico São José dos Campos (PqTec) realiza a 4ª RM VALE TI – Feira e Congresso de Tecnologia e Inovação, entre os dias 17 e 19 de outubro. O evento apresenta as mais avançadas soluções em Tecnologia da Informação para os setores público e privado.

A feira conta com a exposição de empresas que atuam no desenvolvimento de soluções tecnológicas para o varejo, agronegócio, além de abordarem indústria 4.0 e Smart City, as cidades inteligentes. Simultaneamente, durante o congresso, pesquisadores, empresários, especialistas e representantes de instituições da área realizam um debate sobre as tendências e desafios da TIC no País.

O PqTec fica na avenida Doutor Altino Bondensan, 500 - Distrito de Eugênio de Melo, São José dos Campos (SP).


>>> Confira a programação e inscreva-se aqui.

 

Feira de tecnologia São José

 

 

 

 

O sonho de ingressar no disputado e almejado curso de graduação do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), considerado uma das melhores instituições de ensino superior do País, tornou-se realidade para 35 estudantes que realizaram a prova na cidade de São José dos Campos (SP). Todos eles são estudantes do Poliedro, marca educacional que há 21 anos mais aprova neste exame com altíssimo grau de exigência.

Com duração de quatro dias, o concurso contemplou as disciplinas Matemática, Física, Química, Língua Portuguesa e Língua Inglesa. O município figura no topo do ranking entre todas as cidades do Brasil com os maiores números de aprovados, seguido por Fortaleza (CE), com 33 aprovados, e Curitiba (PR), com 10 vagas conquistadas.

Conhecido por ser uma das provas mais difíceis de engenharia no País, teve o número de vagas disponíveis para 2017 reduzido de 140 para 110.

Confira o ranking das cidades com os maiores aprovações, no Vestibular do ITA 2017:1º São José dos Campos – 35; 2º Fortaleza – 33; 3º Curitiba – 10; 4º Rio de Janeiro – 7; 5º Brasília – 4, Recife e São Paulo – 4; 6º Campinas – 3; 6º Teresina – 3; 7º Salvador – 2; 8º Goiânia – 1; 8º Juiz de Fora – 1; 8º Natal – 1; 8º Porto Alegre – 1; e 8º Ribeirão Preto – 1.



Comunicação SEESP






 

tricicloEm São José dos Campos (SP), Julio Oliveto, 31, criou o Livre, um kit que transforma qualquer cadeira de rodas em um triciclo elétrico motorizado. É um equipamento portátil, que pode ser acoplado sem auxílio de ninguém.

A ideia surgiu em 2009, como tese de mestrado em engenharia mecânica na Faculdade de Engenharia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Guaratinguetá. Virou negócio cinco anos depois, com um investimento de R$ 160 mil.

A estrutura, que custa a partir de R$ 4.990, é feita de aço carbono e funciona com um motor elétrico que possui autonomia de 20 a 25 km, de três a quatro horas de uso. "As pessoas usam o produto para atividades diárias, como ir ao mercado, situações que muitos evitavam pela falta de acessibilidade nas vias das cidades", diz.

A empresa já vendeu kits para 16 Estados, além de EUA e Austrália. O negócio ainda não dá lucro e deve alcançar o ponto de equilíbrio, quando não dá mais prejuízo, no próximo ano.



Fonte: Unesp Agência de Notícias (Unan)







O presidente da Associação de Engenheiros e Arquitetos de São José dos Campos, Carlos Eduardo de Vilhena, foi recebido, na manhã desta quarta-feira (30/03), pela diretoria do SEESP, na sede do sindicato, na Capital paulista. Na segunda-feira última, ele participou da solenidade de posse da nova diretoria da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) e aprovou o projeto “Engenharia Unida”. “Hoje temos vários segmentos de representação dentro da área. Precisamos unir todas essas forças em torno do mesmo objetivo, que é o de construir um novo Brasil”, destacou.


Fotos: Jéssica Silva
FNE SJCampos 
Paiva (à dir.) apoia o movimento que busca unir a engenharia nacional
em prol do desenvolvimento do País e da valorização profissional

 

O projeto, segundo o presidente do SEESP e da FNE, Murilo Celso de Campos Pinheiro, é grande e mostra que os profissionais têm condição de serem protagonistas na questão da saída da crise por que passa o País. “Precisamos de todas as forças nessa proposta”, salientou Pinheiro, que convidou a associação a participar do movimento, já que ela representa uma cidade pujante e da tecnologia. Nesse sentido, Paiva informou que o município tem o maior índice de engenheiros por habitante do Hemisfério Sul, sendo superado apenas pelo Vale do Silício, na Califórnia, nos Estados Unidos. “Só na Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A) são mais de cinco mil engenheiros”, disse Paiva.



Engenharia Unida 30MAR2016Dirigentes engenheiros em reunião que discutiu a unidade nacional da categoria
 

Pinheiro realçou que o momento é de discutir questões relevantes e sérias, como a valorização profissional e o desenvolvimento nacional, tendo como esteio os valores democráticos do debate e da participação sem qualquer tipo de constrangimento. “Temos compromisso com a sociedade brasileira. Ou melhor, temos uma missão de ajudarmos o País a enfrentar qualquer tipo de dificuldade ou problema”, defendeu. E completou: “Juntos vamos fazer a diferença, onde todos podemos crescer com justiça e seriedade.”

Vilhena se colocou à disposição para o debate e disse que qualquer diferença que exista deve ser colocada de lado para se pensar na engenharia brasileira. “Os nossos profissionais merecem essa responsabilidade”, disse. O dirigente ainda preside a União das Associações de Engenheiros e Arquitetos da Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira, que congrega 39 municípios, 13 associações e mais de 100 mil profissionais da área tecnológica. “A engenharia unida é uma bandeira importante que a federação está levantando e que as entidades de classe devem se engajar”, finalizou.

 

 

Rosângela Ribeiro Gil
Imprensa SEESP








No dia 22 último, a Prefeitura de São José dos Campos apresentou a empresários e comerciantes da cidade projeto Novo Centro. A proposta é levar segurança e novos atrativos de lazer e convivência às pessoas, prevendo a requalificação e modernização da região central de São José, com intervenções urbanas e paisagísticas nas avenidas Madre Tereza, Rua Rui Dória, Travessa João Dias, Praça Padre João, Travessa Cândido Portinari e Avenida Nove de Julho, além da Praça da Matriz.


Foto: Beto Faria/PMSJC
SaoJose centro 
Empresários participam de apresentação de projeto de revitalização do centro da cidade
 

As obras preveem nivelamento e troca de piso, a colocação de novos bancos, lixeiras, luminárias de LED e bicicletário. Além da restauração de equipamentos. Algumas ruas ganharão um boulevard com alargamento da calçada, garantindo movimentação noturna nas imediações do Cine Teatro Benedito Alves, que também está sendo revitalizado. Em frente ao prédio será implantado um chafariz de piso, com jogos de água e luz.

Essa área estará ligada com a Travessa João Dias, que irá receber nivelamento do passeio, novo layout de pisos, bancos para descanso, iluminação e paisagismo. Após a implantação, a travessa será um dos principais percursos de acesso pelo Centro, interligando a área comercial à Avenida São José.

A Avenida Nove de Julho terá uma ciclovia com largura de 2,8 metros e realocação do canteiro central, preservando as árvores do local. No trecho ao lado do Parque Vicentina Aranha será instalado um deck de madeira, com equipamentos de apoio como bancos, bebedouro e bicicletário.

A Avenida Madre Tereza, na continuidade da Avenida São José também terá novos passeios, com implantação bancos, decks de contemplação, iluminação com barras de LED, quiosques e ciclovia. A intenção é incentivar o uso do local também no período noturno e aos finais de semana.

As obras do Novo Centro serão realizadas pela empresa Stemmi Engenharia e Construções, de São José, com fiscalização da Secretaria de Obras e apoio da Secretaria de Planejamento Urbano. O projeto foi desenvolvido respeitando todas as diretrizes legais e alinhado ao Plano de Mobilidade Urbana, que estimula o uso de transporte coletivo e de veículos não motorizados, como bicicletas.

O investimento da prefeitura no projeto do Novo Centro é de R$ 8,6 milhões, uma economia de 11,4% em relação ao valor previsto em edital para obra.



 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos












A cidade de São José dos Campos (SP) exportou US$ 596,7 milhões em produtos nos dois primeiros meses deste ano, o que corresponde a um aumento de 12,5% em relação ao mesmo período de 2015 e alcançou a terceira posição do ranking dos principais municípios exportadores do país, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. O município ocupava o quinto lugar do ranking em fevereiro do ano passado. Os dados são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

As exportações de fevereiro totalizaram US$ 346 milhões, enquanto as importações chegaram a US$ 223,6 milhões. No acumulado do ano, o saldo da balança comercial ficou positivo em US$ 149,6 milhões. No mesmo período de 2015, o saldo era negativo em US$ 10,3 milhões.


Foto: Antonio Basílio/PMSJC
SaoJose Embraer 
A Embraer é a maior exportadora de São José dos Campos.
 

Mais de 61% das exportações de 2016, essencialmente aviões e equipamentos aeronáuticos, foram para os Estados Unidos, uma redução de 9,1% com relação ao ano passado. Ao contrário, os envios para a China, praticamente inexistentes nos dois primeiros meses de 2015, representaram 7,8% do total registrado este ano.

São José exportou mais de US$ 4,7 bilhões em produtos no ano passado e chegou ao quarto lugar do ranking dos principais municípios exportadores do país, sua melhor posição desde 2009.

 

 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos

 

 

 

 

 

 

 

A exposição fotográfica “Cansei”, da artista joseense Larissa Isis, pode ser visitada até o dia 1º de maio no Espaço Arte do Centro da Juventude (Rua Aurora Pinto da Cunha, 131 – Jardim América). A visitação é aberta todos os dias das 8h às 21h.



Foto: Prefeitura Municipal de São José dos Campos
mulher negra 2 
Exposição está aberta diariamente das 8h às 21h
 

Isis, especializada em retratar pessoas negras e a cultura afro-brasileira, apresenta um olhar sobre a realidade da discriminação racial sofrida por mulheres negras no Brasil. “Essa exposição fala do orgulho da mulher negra e de sua afirmação na sociedade brasileira. Sou negra, linda e sou capaz. Quando isso se resolve dentro de nós, não interessa o que os outros digam ou pensem, o que vale é o que nós somos”, explica a fotógrafa.

Inspirada pela famosa frase do ativista Martin Luther King: “Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados por seu caráter, não pela cor da sua pele”, Larissa fez o ensaio fotográfico da mostra, resultando em 25 imagens, que montadas sobre painéis artísticos e explicativos, traduzem a beleza e a força do povo, que é uma das raízes do brasileiro.

Larissa fotografou 26 mulheres negras que em imagens, relatos e depoimentos mostraram o enfrentamento diário ao preconceito, ao racismo e à discriminação racial.

A mostra faz parte da programação especial em comemoração à mulher, realizada pela Prefeitura de São José dos Campos. Além dessa exposição, o Março Mês da Mulher conta com cerca de 30 atividades gratuitas e realizadas em mais de 20 lugares diferentes em todas as regiões da cidade, voltadas para as mulheres de São José dos Campos.

A programação completa do Mês da Mulher está na página da Secretaria de Promoção da Cidadania no site da Prefeitura de São José dos Campos ou pela Central 156 (ligação gratuita). Mais informações sobre a programação mensal do Centro da Juventude podem ser obtidas pelo telefone 3932-8631.

 

 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos

 

 

 

 

 

 

As futuras regras de parcelamento, uso e ocupação do solo de São José dos Campos, definidas pela nova Lei de Zoneamento, serão novamente debatidas com a população. A discussão começou no dia 2 de fevereiro último. Essa nova rodada de audiências públicas vai atender todas as regiões da cidade, conforme determina a Lei Orgânica do Município. As reuniões serão conduzidas pela Secretaria de Planejamento Urbano, com apresentação técnica dos principais estudos utilizados para a formatação da nova lei de zoneamento e que estão disponíveis para consulta o no site oficial da Prefeitura.

As audiências vão tratar, entre outras coisas, sobre os limites e conceitos para a verticalização da cidade, zonas de calor, as diretrizes para a instalação de atividades geradoras de ruídos noturnos, a ampliação de atividades de comércio e serviço no Jardim Esplanada, núcleos especiais de regularização fundiária (Zeis). Mais informações sobre as datas das atividades no site da prefeitura.


 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos







Mais de 300 pessoas participaram, no dia 4 de agosto último, do lançamento do Fórum de Desenvolvimento Econômico Sustentável (FDES), uma iniciativa da Prefeitura Municipal de São José dos Campos, do Instituto de Pesquisa, Administração e Planejamento (IPPLAN) e do grupo São José 2030.

A proposta do fórum é promover o envolvimento de todos os setores da sociedade em um diálogo sobre o futuro do município e da região. “Estamos vivendo uma realidade desafiadora para o desenvolvimento de São José dos Campos, que é uma cidade predominantemente industrial. A indústria vem crescendo muito menos que o setor de serviços, o que é, inclusive, uma tendência global. Temos que aproveitar o potencial dos serviços, mas sem abrir mão dos investimentos industriais. Para isso, a união da sociedade civil, do empresariado e do poder público é fundamental”, disse o prefeito na abertura do evento.


Foto: PMSJC
Forum SJC 
Público participa, em peso, do lançamento de fórum que discutirá o desenvolvimento da cidade
 

“Temos aviões brasileiros voando em mais de 90 países. Mas não podemos depender exclusivamente da Embraer. Precisamos de novos investimentos e novas ideias”, acrescentou o engenheiro Ozires Silva, idealizador do grupo São José 2030.

Na opinião do prefeito, São José dos Campos tem tudo para superar os desafios decorrentes da conjuntura econômica atual. “Temos logística privilegiada, mão de obra qualificada e, principalmente, alta qualidade de vida. São José é uma cidade empreendedora. Cabe a nós transformar essa energia empreendedora da população joseense em investimentos e novos negócios”, afirmou.

“Temos trabalhado bastante a competitividade do ambiente empresarial de São José dos Campos para atrair novos investimentos, mas também para fortalecer os negócios já existentes. Temos que ser a melhor opção”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia.

Durante o lançamento do FDES, o economista Antônio Delfim Netto, ex-ministro da Fazenda, apresentou uma palestra sobre as perspectivas da economia brasileira. “Nossa produção industrial está estagnada desde 2009. Em 2013, a participação do Brasil nas exportações mundiais de manufaturados atingiu apenas 0,69%”, destacou.

Para Delfim Netto, o país precisa investir muito mais em infraestrutura. “As Parcerias Público-Privadas (PPP) são, inclusive, ferramentas muito importantes nesse sentido”, ressaltou o prefeito. Delfim insistiu em que o país não deve se deixar tomar pelo pessimismo. “Somos uma nação de 200 milhões de habitantes que é a sétima economia do planeta. O Bolsa Família é um dos melhores projetos de inclusão social do mundo. Temos instituições fortes, e podemos voltar a crescer”, finalizou.

FDES
O Fórum será composto por um grupo de representantes da sociedade civil, governo e setores produtivos, convidados a estudar e debater temas como educação, infraestrutura, nova economia e resiliência ambiental, entre outros. A proposta é consolidar uma Agenda de Propostas para o desenvolvimento sustentável de São José dos Campos e da região.

O FDES terá um corpo de 20 membros coordenadores permanentes. Os demais participantes serão convidados livremente para participar de eventos temáticos ou Grupos Temáticos de Trabalho. Eles se reunirão ao longo do ano, promovendo palestras e debates abertos à população.

O Fórum traz para São José dos Campos um modelo de governança contemporâneo, que já ocorre em algumas cidades do país e do mundo, cujo objetivo é a construção coletiva de propostas para o desenvolvimento limpo e criativo, envolvendo os diversos setores da sociedade e o governo na busca da melhoria de vida para toda a população.

 

 

 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos

 

 

 

 

 

 

 

 

A natação do programa Atleta Cidadão de São José dos Campos recebeu, no dia 7 de julho último, um par de óculos Ikkos, equipamento especial que utiliza a realidade virtual para auxiliar no desempenho dos nadadores. O equipamento mostra por meio de pequenos vídeos a maneira correta de pular na piscina, como os atletas devem fazer os movimentos de braços e pernas. Tudo para auxiliar o desempenho dos nadadores dentro das piscinas.


Foto: Lucas Ananias/PMSJC
Oculos SJC 
Os óculos utilizam realidade virtual para auxiliar no desempenho dos nadadores 


O funcionamento e a utilização dos óculos foram apresentados à equipe técnica e para alguns atletas. Com o uso desse equipamento, a partir de agora, os nadadores joseenses devem melhorar ainda mais os resultados em competições.

A atleta de São José Sofia Garuffi, de 11 anos, campeã brasileira dos 200 e 100 m livre; 100 m borboleta, experimentou os óculos e aprovou a iniciativa. “É bem interessante essa parte da tecnologia ajudando o esporte. Ele vai auxiliar o trabalho dos técnicos e nos ajudar a visualizar os nossos erros.”

Para a coordenadora da modalidade do Atleta Cidadão, o equipamento vai melhorar a formação dos futuros atletas da cidade. “Esses óculos vão capacitar nossos professores para qualificar cada vez mais os nossos futuros nadadores.”


 

Fonte: Prefeitura de São José dos Campos








A Prefeitura de São José dos Campos realiza no próximo dia 23, das 8h30 às 12h30, no parque tecnológico local, o seminário Smart City – O desafio das cidades. A iniciativa conta com o apoio do Sebrae-SP e do Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraíba (Codivap). Os interessados em participar do evento podem se inscrever pela internet.

O evento reunirá grande parte das empresas do Cluster TIC Vale, que trarão aos participantes suas soluções para as cidades na área de tecnologia da informação e comunicação. Também estarão presentes representantes de prefeituras da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte (RM Vale).

“O conceito de cidade inteligente está crescendo em todos os países desenvolvidos, e também no Brasil. É importante que São José dos Campos, como polo tecnológico nacional, assuma um papel de liderança nesse processo. As empresas de TIC da região contam com todo o know-how necessário para desenvolver soluções inteligentes nas mais diversas áreas, como saúde, educação, mobilidade urbana e segurança pública”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Sebastião Gilberti Maia Cavali.


 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos








O serviço de manutenção do sistema de iluminação pública de São José dos Campos ´zerou´ a demanda de atendimento de quatro bairros na primeira quinzena de maio. Foram atendidos os bairros do Jaguari, Capuava, Paineiras e São João, totalizando a troca de 172 lâmpadas. Além dos bairros atendidos de forma integral, a Prefeitura continua realizando a manutenção pontual, por região e de acordo com a ordem de entrada do pedido pelo Serviço de Atendimento ao Cidadão - 156.


Foto: José Aparecido/PMSJC
IP SJC 
Ao todo, já foram substituídas mais de 3.700 lâmpadas desde o dia 20 de janeiro último
 

Ao todo, já foram substituídas mais de 3.700 lâmpadas, desde o dia 20 de janeiro, quando o município iniciou o trabalho, e o volume deverá aumentar nos próximos dias, por conta da criação da quarta equipe de manutenção na Urbam (Urbanizadora Municipal).

“O momento de transição é sempre complicado. Você tem um período de adaptação e até de treinamento dos funcionários. Mas, na última semana, atingimos uma média diária de cerca de 60 atendimentos por dia, que tem sido suficiente para atender a demanda registrada”, disse o diretor de Concessionárias, Rene Mina Vernice.

Ainda segundo o diretor, com a criação de mais essa equipe, a Prefeitura passou a realizar manutenção no sistema durante 24 horas por dia e, considerando os últimos resultados e a possibilidade de novos ajustes, a expectativa é diminuir o tempo de atendimento para até 72 horas.

Como o serviço é novo para o município, estamos desenvolvendo o trabalho à medida em que o realizamos, mas a Urbam tem demonstrado vocação e capacidade de aprimoramento a cada dia”, completou o diretor.

O serviço de manutenção de iluminação pública é realizado pela Urbam, sob a supervisão da Diretoria de Concessionárias. O morador que observar uma lâmpada, pode colaborar, entrando em contato com o 156. A ligação é gratuita.


 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos







O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São José dos Campos assinaram, no dia 5 último, um protocolo de intenções que visa aumentar a participação do Instituto em projetos de apoio a micro, pequenas e médias empresas do município. O evento, que contou com cerca de 50 pessoas, entre empresários, membros do Executivo e Legislativo e representantes de instituições de ensino e pesquisa, deve servir ainda como porta de entrada para outros projetos futuros na cidade.



Foto: IPT
IPT Vale 2 
Mari Katayama assina protocolo de intenções ao lado do secretário Sebastião Cavali 


O secretário de desenvolvimento econômico da cidade, Sebastião Cavali, afirmou que a importância da iniciativa se refere à competitividade das indústrias de tecnologia do município, que terão acesso facilitado às competências do IPT: “Por meio dos serviços tecnológicos especializados, as nossas indústrias terão mais qualidade e se desenvolverão em um ciclo muito mais rápido, projetando sua competência e aumentando o acesso ao mercado”.

A intenção do IPT é, inicialmente, oferecer às empresas da região as cinco modalidades de serviços do Núcleo de Atendimento Tecnológico à Micro e Pequena Empresa. Elas têm como o carro-chefe o Prumo – Projeto Unidades Móveis, que fornece às empresas uma avaliação do processo produtivo com um atendimento rápido, customizado e in loco, de resultados imediatos e com uma contrapartida financeira pequena para a empresa.

Além do Prumo, também será facilitado às empresas de São José dos Campos o acesso ao Programa de Apoio Tecnológico à Exportação - Progex, que tem como foco a adequação dos produtos ao mercado externo; ao Qualimint, que visa a qualificação técnica para aprimoramento de produtos; ao Gespro, que identifica e soluciona os principais gargalos da produção, e ao Prolimp, que determina ações para a adoção de tecnologias mais limpas.

Carlos Daher Padovezi, diretor de operações e negócios do Instituto, destacou que a ação consegue unificar dois princípios primordiais do IPT, além de proporcionar uma redução de custos para as empresas do município. “O IPT, ao longo de sua vida, foi construindo um trabalho com duas linhas de atuação: uma de apoio tecnológico a empresas e indústrias, e outra de apoio tecnológico a políticas públicas. Esse convênio com a Prefeitura de São José dos Campos reúne os dois objetivos. Os governos federal e estadual têm linhas para fomentar o atendimento à micro e pequena empresa, e 90% do custo [desses programas] é suportado por eles”, explicou.

Mari Katayama, diretora do núcleo de atendimento tecnológico, ressaltou que o protocolo pode ajudar no aumento da presença do IPT para além da capital do estado, além de propiciar oportunidades de negócio na cidade: “Nesse momento, esse protocolo é voltado a apoiar as micro e pequenas empresas da cidade de São José dos Campos. Em um segundo momento, vamos trazer outros programas, como a Embrapii, porque há muitas empresas dispostas ao desenvolvimento tecnológico e à inovação. Isso é só um começo”, finalizou.

 

Fonte: Instituto de Pesquisas Tecnológicas








O Parque Tecnológico de São José dos Campos vai sediar nos dias 19 e 20 de maio, das 9h às 18h, o workshop Abordagem Sistêmica na Certificação de Aeronavegabilidade – Experiências Internacionais. Além da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), estarão presentes os órgãos reguladores norte-americano Federal Aviation Administration (FAA), europeu European AviationSafety Agency (Easa) e canadense Transport Canada Civil Aviation (TCCA).

Realizado pela Anac, em parceria com a Prefeitura de São José dos Campos e a Embraer, o evento está alinhado com o eixo de desenvolvimento sustentável do plano de governo do prefeito e tem como objetivo propiciar uma troca de experiências entre os diferentes players do segmento da certificação aeronáutica.

“Como polo nacional da indústria aeronáutica, São José dos Campos é a cidade ideal para sediar um evento deste porte. Além da Embraer, do DCTA e do ITA, temos aqui o IFI (Instituto de Fomento e Coordenação Industrial) e a gerência de certificação da ANAC, órgãos responsáveis pela certificação dos produtos aeronáuticos”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia.

O seminário é gratuito e voltado para os profissionais da indústria aeronáutica envolvidos com o processo de Certificação de Tipo. As inscrições podem ser feitas até o dia 7 de maio (quinta-feira) pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Com a realização deste encontro, a Anac espera fornecer uma visão intuitiva e prática dos diferentes sistemas implementados na América do Norte e na Europa na condução da Certificação de Tipo (ODA/DAO/DOA) à Autoridade Brasileira de Aviação Civil, à Indústria Aeronáutica e para outras organizações interessadas.

Segundo a Anac, espera-se também que os participantes do evento troquem informações sobre como arquitetar e adaptar sistemas de certificação de aeronavegabilidade funcionais e robustos. Os sistemas da FAA, da TCCA, e da EASA serão avaliados de um ponto de vista das autoridades e dos projetistas da indústria, buscando-se uma ideia prática das vantagens, dos inconvenientes e dos desafios.

“Não tenho dúvidas de que a troca de experiência proporcionada por este workshop será muito proveitosa para todas as partes e colocará o município como referência global em certificação aeronáutica, aspecto estratégico para a competitividade da indústria do setor”, disse o secretário.

 

 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos

 

 

 

 

 

 

 

 

Página 1 de 3

agenda