GRCS

29/06/2012

27 de julho: Dia Estadual do Engenheiro de Segurança do Trabalho

Agora faz parte do Calendário Oficial de Eventos do Estado de São Paulo. A lei (14.818/2012) foi publicada no DOE (Diário Oficial do Estado) no dia 26 de junho último. A data foi estabelecida a partir de proposição (Projeto de Lei nº 829/2011) do deputado estadual Carlos Giannazi, do PSOL.

Na justificativa do seu projeto, o parlamentar lembrou que as profissões de Engenheiro de Segurança do Trabalho e Técnico de Segurança do Trabalho foram regularizadas pela Lei nº 7.410, de 27 de novembro de 1985, mas que muito antes as atividades do Engenheiro e do Técnico de Segurança eram desempenhadas por empresas e pessoas que tinham a preocupação com a saúde e segurança do trabalhador. 

Ele descreve, também, as principais atividades de um Engenheiro de Segurança do Trabalho: assessorar empresas em assuntos relativos à segurança e higiene do trabalho, examinando locais e condições do ambiente, instalações em geral e material, métodos e processos de fabricação adotados pelo trabalhador, determinando as necessidades da empresa no campo de prevenção de acidentes e responsável por desenvolver programas de treinamento, cursos, campanhas e palestras, com objetivo de divulgar normas de segurança, visando evitar acidentes do trabalho.

Porque dia 27
Em 27 de julho de 1972, o Ministério do Trabalho publicou as Portarias 3236 e 3237, que regulamentaram a formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho, atualizando o artigo 164 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Por extensão, nesse dia, comemora-se também o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho. “Por esta razão, este é o dia escolhido para comemorar-se o Dia Estadual do Engenheiro de Segurança. Não apenas um dia de comemoração festiva, mas também uma data para ser vivida com debates e reflexões sobre seu real papel e reconhecimento na orientação de normas de segurança dos trabalhadores no Estado de São Paulo”, observa Carlos Giannazi.

A contratação do engenheiro de Segurança do Trabalho está prevista na NR-4 (Norma Regulamentadora nº 4), que determina o número desses profissionais e de médicos do Trabalho a empresa deve contratar, levando em conta o tamanho do quadro de funcionários e do grau de risco das atividades exercidas pela companhia.

 

Rosângela Ribeiro Gil
Imprensa – SEESP
* Com informações do projeto do deputado Carlos Giannazi

 

Leia também
Acidentes de trabalho não são fatalidade, observa dirigente do SEESP
NR-35 para reduzir acidentes do trabalho em altura
FNE faz proposta para evitar acidentes do trabalho
Engenheiros de segurança têm mercado ainda inexplorado
Resgate de Engenharia de Segurança



Lido 4325 vezes

Comentários   

# CommoraçaoSamuel Lante 29-06-2012 21:46
Progamar festa???? ou nâo...melhor nâo////
QQforma vamos parbenizar, num eh....

Sds

Samuel

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda