GRCS

19/06/2012

“Inovação não se faz sem ciência, ciência não se faz sem educação”

A observação é do secretário executivo do MCTI (Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação), Luiz Antonio Elias, no Seminário Caminhos para Inovação, realizado no Senado, no dia 14 último. Alguns temas abordados: o que o país tem feito para aumentar seus atuais índices de inovação tecnológica? Como ampliar os investimentos públicos e privados em infraestrutura de pesquisa e desenvolvimento? Qual o papel da inovação no crescimento da economia brasileira?

O evento foi promovido pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado e reuniu quatro representantes do MCTI: o secretário executivo Luiz Antonio Elias, o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, Alvaro Prata, e os presidentes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Glaucius Oliva e Glauco Arbix. Também integraram o debate representantes de instituições científicas, universidades e empresas.

O custo Brasil, enfrentado pelos empreendedores que desejam investir no país, foi um dos pontos abordados no seminário. De acordo com o senador Vital do Rego é 100% superior ao custo para investir na China e nos países do Leste asiático o custo que um empresário precisa superar para empreender no Brasil.

“Isso tudo por falta de inovação. Não desenvolvemos nossa capacidade de pensar e inovar com a pesquisa e o conhecimento que temos. Na China e no Leste asiático, o custo para isso é reduzido em 100%. Nós não temos ainda um nível político de prioridade nessa área”, lamentou o parlamentar.

Veja vídeo com trechos do seminário:


Imprensa - SEESP
* Com informação da Agência Senado e do MCTI


 

Lido 1686 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda