GRCS

15/06/2012

Engenheiro eletricista fala sobre cidades inteligentes

O segredo da sobrevivência da humanidade passa por novas concepções, com forte enfoque na engenharia reversa, inovação tecnológica e melhoria no design das cidades.

A cidade é de seus habitantes, é construída por eles, porém, com o passar do tempo vai adquirindo alma e vida própria. Contudo, compete aos seus moradores, seus idealizadores, modificarem o estilo de vida, atuando como designer urbanista social, fazendo com que a cidade se torne cada vez melhor.

No mundo inteiro, estão surgindo as chamadas “cidades inteligentes”, como Songdo, que está sendo construída em uma ilha artificial na Coréia do Sul. Estas cidades buscam uma renovação urbana, de forma a favorecer um estilo de vida mais sustentável e harmonioso.

Songdo pretende ser a cidade que vai mudar o mundo. Sem lixo, sem engarrafamentos, com baixo consumo de energia, sem ilhas de calor, priorizando o uso racional da água e a interconexão total de seus habitantes.

Com certeza é o ideal para os grandes centros urbanos, porém, para o êxito de uma cidade inteligente, faz-se necessário um órgão centralizado, multidisciplinar, como um Conselho da Cidade. É importante ainda que esse órgão tenha o centro de operação avançado, em meio digital, para controle e comando em tempo real das utilites, das redes de energia elétrica subterrânea, redes de telecomunicações, TV a cabo, internet, gás, água, iluminação, redes de semáforos, câmeras de segurança, redes de esgoto, água pluvial e atividades sustentáveis.

Além disso, conhecer o conceito de smart grid (redes inteligentes) é condição fundamental na construção de uma cidade inteligente.

Dentro do conceito de sustentabilidade, a geração de energia será distribuída com células fotovoltaicas, mini-turbinas eólicas e células de hidrogênio. Assim, a energia poderá ser armazenada por meio de baterias, dentro das próprias casas ou injetadas na rede da concessionária de energia elétrica.

Cidades desse nível ainda não são comuns, mas num futuro próximo, com a conscientização da necessidade de uma vida urbana mais sustentável, muitas Songdos serão conhecidas e estarão presentes em todos os cantos do planeta.

Considerando as sábias palavras de Papa Bento XVI: “nossas existências estão profundamente unidas umas às outras, e o bem e o mal que cada um faz sempre afeta a todos os outros”, que todos possam repensar seu estilo de vida e contribuir para a sobrevivência da humanidade, com mais harmonia e sustentabilidade.

* Gilberto dos Passsos Aguiar é engenheiro eletricista e escritor. Artigo publicado no seu blog

Imprensa – SEESP

 

Leia também
CRESCE BRASIL - Inteligência em prol da qualidade de vida nas cidades
Brasil Inteligente: uma campanha para mudar o País




Lido 2599 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda