GRCS

31/05/2012

Precisa-se de engenheiros na Alemanha

A Alemanha tem enfrentado uma falta crescente de engenheiros, o número de vagas em abril de 2012 foi de 111.300, o maior número desde o início da pesquisa em agosto de 2000. Em relação ao mês de março de 2012 o aumento foi de 0,8 %. Entretanto, a quantidade de engenheiros desempregados atingiu o número de 19.244, 2,1% acima do mês anterior.


Mas como esse aumento de vagas pode acontecer ao mesmo tempo em que cresce o desemprego na mesma área? Beate Raabe, da Agência Federak de Trabalho, comenta um dos motivos. "Muitos desses desempregados têm acima de 50 anos de idade e algumas companhias acreditam que eles não estão suficientemente atualizados", explicou em uma entrevista concedida ao jornal Münchner Merkur.

Por sua vez o aumento constante de vagas para engenheiros está associado à falta de profissionais nessa área, uma vez que desde 2003 houve uma queda de 12% dos estudantes que ingressam no campo da engenharia. Esse fator somado ao dos engenheiros formados poderem ser um pouco mais exigentes nas escolhas de cargos e salários acentua o aumento das vagas.

"Os jovens que tenham concluído uma licenciatura em engenharia, têm as melhores oportunidades no mercado de trabalho", disse Dr. Willi Fuchs diretor da VDI Alemanha." Ele acrescenta que na maioria dos casos, eles já começam com um emprego permanente e um alto salário. Dessa forma procuram um trabalho dando-se ao luxo de serem exigentes.

Existem 37.600 vagas abertas, para Engenharia Mecânica e Automativa, diferenciadas de acordo com as áreas profissionais. A segunda maior falta está no campo da engenharia elétrica com 22.400 oportunidades em aberto. As principais regiões afetadas são Baden-Wuerttemberg, Baviera e Renânia do Norte-Vestfália.

 

Imprensa – SEESP
* Informações da Deutsche Welle e VDI News


 

Lido 2777 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda