GRCS

13/04/2012

Desenvolvimento econômico da Zona Leste em pauta

Durante reunião do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de São Paulo, no qual o SEESP tem assento, o secretário de Desenvolvimento Econômico da cidade, José Alexandre Sanches, abordou plano da Prefeitura para o desenvolvimento econômico da região – a qual abriga uma população estimada em mais de 4 milhões de habitantes. A iniciativa ocorreu em 10 de abril, na sede do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), na Capital.

Na oportunidade, Sanches explanou que, com o objetivo de “atrair empresas para a Zona Leste”, está em implantação polo institucional de Itaquera. Além disso, listou outros projetos, como os relativos à qualificação de mão de obra, bem como o de construção do estádio naquele bairro que deve sediar a abertura da Copa 2014. E ainda de requalificação do antigo distrito industrial através de operação urbana e de desenvolvimento do Parque Tecnológico da Zona Leste – este último a ser, concluído ao longo da década, deve ser iniciado em 12 ou 13 meses.

Para receber inversões, a Prefeitura desenvolveu, segundo o secretário, o programa de incentivos seletivos. A ideia é devolver parte do montante aos investidores. A arena que está sendo preparada para o mundial de futebol custará aproximadamente R$ 890 milhões. A administração municipal, como frisou Sanches, “disponibilizará certificados no valor de R$ 420 milhões”. Essa obra, na sua avaliação, “antecipou uma série de melhorias no entorno, que vão impactar a vida da Zona Leste como um todo”. Para ele, os empreendimentos darão retorno certo ao município, em dez ou 11 anos. Na sua opinião, eventual mudança de governo não deve brecar o projeto de desenvolvimento econômico da Zona Leste. “Não temo a descontinuidade, trata-se de política pública.” Esse foi um dos questionamentos feitos pelos membros do Conselho Municipal de C, T & I. Sanches recomendou que esse apresente propostas da área tecnológica aos candidatos. A sugestão foi acatada e documento será elaborado. Allen Habert, diretor do SEESP e seu representante nesse espaço, apontou a premência de se auxiliar a pequena empresa na Zona Leste a dar “seus saltos”. “É preciso apoiar de maneira diferente o parque produtivo lá existente.”

 

Soraya Misleh
Imprensa – SEESP

 

 

Lido 1573 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda