logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

07/04/2022

Uma campanha do movimento sindical contra a carestia, defende João Guilherme

 

Comunicação SEESP

 

Em bate-papo com o presidente do SEESP, Murilo Pinheiro, nesta quinta-feira (7/4), em seu programa quinzenal “No Ponto”, o consultor sindical e analista político João Guilherme Vargas Netto defendeu a realização pelo movimento sindical de uma campanha nacional contra a carestia, a fome e pela solidariedade social. A transmissão online ocorreu, como de praxe, pelo Facebook e Youtube do SEESP.

 

A proposta de João Guilherme foi apresentada em sua avaliação sobre a edição da Conferência Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat) que aconteceu na manhã deste 7 de abril. Para ele, esse é o caminho para enraizar na sociedade a pauta nacional aprovada durante o evento, cuja realização em conjuntura absolutamente adversa já é uma vitória.

 

“O movimento sindical sofreu recentemente quatro graves agressões: economia travada, com desemprego alto, informalidade, desinvestimento e nada de inovação; a ‘deforma’ trabalhista, aprovada a toque de caixa durante o governo Temer; a eleição de Bolsonaro, cujo primeiro ato de governo foi fechar o Ministério do Trabalho; e as dificuldades com a pandemia de Covid.”

 

Esse quadro motivou, conforme explicou João Guilherme, a organização da Conclat neste momento. “O objetivo foi botar de pé uma plataforma construída com representação legítima, ampla e democrática em unidade de ação para questões relevantes, seja à resistência, seja à transformação.”

 

Na sua ótica, a Pauta da Classe Trabalhadora aprovada pelo conjunto do movimento sindical irrigará as campanhas salariais também dos engenheiros, por exemplo ajudando na luta pelo cumprimento do salário mínimo profissional da categoria.

 

Acesse aqui a Pauta da Classe Trabalhadora.

 

Como continuidade à largada dada com a Conclat, ele sugere, além de fundamental campanha nacional contra a carestia, que a pauta do movimento sindical seja levada aos poderes da República e candidatos nas eleições gerais de 2022, bem como deve servir como bandeira no 1º. de maio (Dia do Trabalhador).

 

Presente à conferência, Murilo observou que temas constantes da plataforma vão ao encontro do que propugna o projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, iniciativa da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) que conta com a adesão do SEESP. “A Conclat é um consolidado de uma série de experiências, esta é uma delas”, atestou João Guilherme, para quem o know how das representações dos engenheiros pode ajudar o conjunto do movimento sindical em sua empreitada.

 

Confira o “No Ponto” com a participação de João Guilherme na íntegra:

 

 

 

Lido 239 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda