BannerAssocie se

07/10/2021

Servidores deliberam por estado de greve contra Sampaprev 2

Comunicação SEESP

 

Milhares de servidores em defesa de seus salários e de suas aposentadorias deliberaram, em ato unificado na quarta-feira (6/10), em frente à Câmara Municipal de São Paulo, por entrar em estado de greve contra o Projeto de Emenda à Lei Orgânica (PLO) 07/2021.

 

Ato dos servidores teve início em frente ao gabinete do Prefeito (Viaduto do Chá)
e seguiu em passeata à Câmara dos vereadores
.
O projeto, de autoria do prefeito Ricardo Nunes (MDB), pode acarretar arrocho salarial e dificultar acesso à aposentadoria dos servidores ao estabelecer novas regras ao Regime Próprio de Previdência Social do Município, chamado Sampaprev.

 

“A Comissão (de Constituição e Justiça da Câmara) pode votar o PLO a qualquer momento, por isso estamos atentos”, afirma Carlos Hannickel, assessor sindical do SEESP. Segundo ele, os sindicatos estão em forte mobilização junto aos vereadores para que o projeto seja recusado. “Já contamos com 16 deles e precisamos de 19”, afirma Hannickel.

 

Um novo ato unificado está marcado para 13 de outubro, quarta-feira, às 14h, também em frente à Câmara Municipal. Às 12h30, os engenheiros da Prefeitura se concentrarão na sede do sindicato, na Capital (Rua Genebra, 25), conforme convocação da entidade.

 

 

 

 

 

Ato Servidores 061021 copyServidores municipais em luta contra o Sampaprev 2. Fotos: Carlos Hannickel.

 

 

 

Ato 2 Servidores 061021 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lido 251 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda