BannerAssocie se

09/08/2021

SEESP questiona proposta final da Enel

 

informeIlustração: LaerteCComunicação SEESP

Na quarta-feira (4/8), ocorreu a terceira rodada de negociações para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2021/2023, em que a Enel Distribuição São Paulo apresentou sua proposta final. O SEESP fez algumas considerações para melhora da mesma, ficando acordado que a empresa irá analisá-las e agendará em breve outra reunião para apresentar uma nova versão.

A proposta apresentada pela empresa foi:

- manter o reajuste do piso salarial do engenheiro em janeiro de 2022, considerando a correção do salário mínimo nacional, conforme já previsto em ACT;

-  proposta para reajuste salarial em duas parcelas (sobre o salário de maio de 2021): 4,0% em junho de 2021 + 4,90% em janeiro de 2022, totalizando 8,9% (INPC);

-  os demais benefícios serão reajustados em 8,9% (INPC), a partir de junho de 2021, sendo:
abono compensatório das perdas ocorridas no período de junho a dezembro de 2021, com antecipação de 9,2% após fechamento do ACT + 30% a serem creditados em janeiro de 2022;
 vale-refeição: de R$ 932,84 para R$ 1.016,00;
 vale-alimentação: de R$ 236,17 para R$ 255,00, ficando o teto para o recebimento do benefício em R$ 11.512,00;
 vale-refeição de férias: R$ 2.307,00 para R$ 2.513,00;
 auxílio-creche:

- para mulheres com filhos até sete anos incompletos: R$ 688,72;

-  e R$ 344,36 para homens com filhos:
até três anos incompletos em dezembro de 2021;
até quatro anos incompletos em janeiro de 2022;
até cinco anos incompletos em janeiro de 2023;

- antecipação da primeira parcela da PLR em setembro de 2021 no valor de R$ 5.500,00;

- discussão da nova formatação da PLR (conforme previsto no ACT vigente), após o término das negociações do ACT.



Lido 328 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda