GRCS

30/07/2021

Especialistas explicam educação financeira e SEESPPrev em atividade online

Jéssica Silva – Comunicação SEESP

 

A live “Como garantir rentabilidade e um futuro tranquilo”, realizada pelo SEESP, na quinta-feira (29/7), colocou em pauta a importância da educação financeira e os benefícios da previdência complementar, com o especialista José Edson da Cunha Junior e Marcos Robério V. Ferreira, gerente de Relações Institucionais e Negócios da BB Previdência.

 

E os associados ao sindicato podem contar com plano de previdência complementar exclusivo, o SEESPPrev. Para responder as perguntas sobre o plano, a gerente operacional do SEESPPrev, Maria Cláudia de Abreu Silva, também marcou presença na live coordenada pelo diretor do SEESP Flávio Brízida.

 

Inscreva-se no canal do SEESP no Youtube clicando aqui e acompanhe todas as atividades online

Segundo Cunha, apenas 1% dos aposentados no País são independentes financeiros, ou seja, não precisam trabalhar para complementar a renda. Com a diminuição da contribuição ao regime de Previdência Social e as regras mais duras da recente reforma da Previdência (Emenda Constitucional nº 13), a tendência é de uma aposentadoria mais tarde com menor valor. Nesse sentindo, ele apontou os benefícios em se investir numa previdência complementar.

 

“O cidadão previdente é aquele que está preparado para todos os riscos que podem acontecer em sua caminhada, acidentes, doenças [...] Você está preparado para todos esses riscos?”, indagou Cunha. Ele, que tem 27 anos de atuação na área previdenciária, colocou em debate a necessidade de substituir o consumismo por consumo consciente, e fortalecer a cultura de poupar. “Educação financeira é comportamental”, disse.

 

Para adquirir tal costume, ele listou: “a primeira coisa é eliminar o consumismo. Deseje poupar, poupe regularmente, se comprometa com o seu futuro e se tem dificuldade procure apoio”. O principal atrativo, Cunha assegurou, é a melhoria na qualidade de vida após a fase laboral.

 

Live SEESPPrevSEESPPrev

Desde 2003, o SEESP oferece aos associados o plano de previdência complementar SEESPPrev, administrado pela BB Previdência, que tem 26 anos de atuação no mercado.

 

Nos últimos oito anos, a BB aumentou 258% o valor do patrimônio administrado, de 2,58 bilhões de reais em 2014, foi a 9,24 em 2021, “um crescimento consistente que demonstra credibilidade com relação a gestão de planos de previdência”, ressaltou Robério.

 

O SEESPPrev é um plano na modalidade Contribuição Definida (CD), com a contribuição mínima mensal de R$ 100, e qualquer associado ao sindicato pode aderir, incluindo cônjuges e filhos. “Antes de aderir é interessante simular o quanto você pode contribuir a esse plano. No momento da adesão a gente dá essa possibilidade”, contou o gerente.

 

Ele frisou também que o beneficiário, em caso de falecimento, é alguém indicado pelo titular. Outro diferencial do benefício é a contribuição extraordinária, em valor e épocas definida pelo contribuidor. “Para a pessoa que faz declaração de ajuste anual, como ela pode abater até 12% da sua renda bruta anual com aportes em previdência complementar, se tem algum dinheiro sobrando, se está próximo de completar os 12%, pode fazer essa contribuição extraordinária e utilizar desse diferimento fiscal”, explicou. Também é possível a contribuição de terceiros ou empregadores ao plano, de caráter facultativo, periódica ou não.

 

Numa situação de desemprego, o participante pode parar suas contribuições durante um período sem que perca o plano. “Pode suspender desde que tenha [pelo menos] 12 contribuições consecutivas anteriormente, e depois voltar a contribuir”, disse Silva.

 

Para obter o benefício, conforme falou Robério, há os requisitos mínimos de idade de 55 anos e carência de 60 contribuições mensais. As formas de receber os valores são três: saldo na conta mensal por tempo determinado acima de 10 anos; saque de até 25% do valor e o remanescente como saldo na conta mensal; e a retirada de até 3% do total mensalmente até o término do saldo. “Mesmo após a concessão do benefício, [o saldo remanescente] continua sendo rentabilizado”, afirmou.

 

Segundo ele, o rendimento do SEESPPrev em 2020 foi de 6,8%. O índice de referência do plano é o IPCA mais 4% ao ano. Ele avaliou: “Tirando o cenário de pandemia, a gente vê que o SEESPPrev tem uma rentabilidade muito boa frente a outros planos”. O gerente também informou sobre as taxas, de carregamento em 3,5%, que “incide sobre os aportes, e estamos buscando reduzir”, e de administração em 0,39% ao ano.

 

Na visão de Robério, o plano de previdência complementar é uma “excelente oportunidade para quem quer acumular renda ao longo prazo, fazer seu patrimônio crescer”. E é seguro, ele comentou que há leis que resguardam o investimento dos contribuintes. “É um mercado sólido, com mecanismos de controle e transparência das entidades [...] risco existe, mas os controles são muito maiores”, assegurou Robério. “Somos extremamente fiscalizados”, complementou Cunha.

 

Dúvidas e mais informações sobre o SEESPPrev, entre em contato por e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Confira na live:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lido 231 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda