GRCS

24/05/2021

Proposta econômica da CPTM é rejeitada

Comunicação SEESP

assembleia virtual metroNo dia 19 de maio, na terceira reunião de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) de 2021, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) apresentou sua proposta econômica, que prevê reajuste zero para os salários e benefícios de caráter econômico. O SEESP e os demais sindicatos ferroviários rejeitaram a oferta. Desde março de 2019 não há reajuste aos profissionais, o que soma uma perda de 10,22% (IPC-FIPE) do poder aquisitivo. A próxima assembleia da categoria está marcada para quarta (26/5).

Desse total, 3,64%, correspondente a 1º de março de 2020, são pleiteados pelo SEESP em dissídio econômico aberto contra a CPTM, conforme aprovado pela categoria em assembleia de dezembro passado. Tampouco, podemos abrir mão dos restantes 6,35%, correspondentes às perdas aferidas na data-base deste ano.

Apesar da intransigência em relação ao reajuste, na reunião de negociação foi possível acordar a manutenção, por mais um ano, das seguintes cláusulas preexistentes: cláusula 006 – salário normativo; cláusula 011 – adicional de periculosidade; cláusula 013 – vale-transporte; cláusula 014 – estabilidade gestante; cláusula 015 – licença maternidade; cláusula 017 – estabilidade acidente de trabalho; cláusula 019 – estabilidade membros da CIPA; cláusula 021 – utilização de equipamento de proteção individual (EPI); cláusula 022 – Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional; cláusula 023 – aposentadoria especial; cláusula 024 – Acervo Técnico; cláusula 025 – jornada de trabalho; cláusula 027 – adiantamento de 13º salário; cláusula 030 – adiantamento quinzenal; cláusula 031 – reembolso quebra de caixa; cláusula 032 – penalidade inadimplência; cláusula 033 – desconto Confederativa/Assistencial; cláusula 034 – consignações sindicais; cláusula 035 – ascensão funcional dirigente sindical; cláusula 036 – sindicato: desfiliação e desconto; cláusula 037 – reuniões de acompanhamento; cláusula 038 – dirigentes sindicais; cláusula 039 – comissão de sindicância; cláusula 040 – encaminhamento da CAT ao sindicato; cláusula 041 – condições e critérios para ocupação de imóveis/patrimônio da CPTM; cláusula 042 – acompanhamento do benefício saúde; cláusula 043 – seguro de vida em grupo/decessos; cláusula 044 –transferência de crédito bancário/conta salário; cláusula 045 – calendário anual de compensação de jornada; cláusula 046 – educação continuada, aperfeiçoamento técnico e desenvolvimento profissional; cláusula 048 – danos materiais; cláusula 049 – diferenças salariais; cláusula 050 – assistência jurídica; cláusula 051 – revisão médica e psicológica dos exames ocupacionais; cláusula 053 – ausência dificuldade de acesso; cláusula 055 – programa de dependência química; cláusula 056 – aviso de crédito via intranet; cláusula 057 – normas e procedimentos; cláusula 058 – atividades culturais/educativas/lazer; cláusula 059 – licença para cuidar de interesse privado; cláusula 060 – transporte para fora do local de trabalho habitual; cláusula 062 – incentivo à educação e profissionalização; cláusula 063 – benefício saúde; cláusula 064 – benefício odontológico; e cláusula 065 – empréstimo bancário.

A quarta reunião de negociação, inicialmente marcada para 26/05/2021, foi reagendada para o próximo dia 2 de junho. O SEESP espera que a CPTM reveja sua posição e traga uma proposta econômica condizente com o empenho das categorias em prol da empresa e do atendimento público neste trágico momento de pandemia que o País vive, assim como também abra a negociação para a inclusão das reivindicações novas de categoria no ACT 2021/2022, com destaque à cláusula do Piso Salarial dos engenheiros.

Audiência
Conforme divulgado no boletim conjunto dos sindicatos ferroviários na CPTM, do dia 12/05, na quarta-feira (26/5), às 15h, ocorrerá audiência de mediação no TRT. Na ocasião, os delegados sindicais do SEESP esperam receber a resposta positiva da empresa à proposta do Tribunal e do Ministério Público com vistas à solução do inadimplemento da CPTM em relação ao pagamento do PRR 2020 e, em consequência, encaminhar o cancelamento do movimento grevista agendado para iniciar à 0h do dia 27/05/2021.

Lembramos que neste dia, às 18h, realizaremos assembleia dos engenheiros para deliberação sobre o movimento (convocação abaixo). O acesso à área virtual da assembleia só estará disponível na data e horário definidos.

Caso haja alguma dificuldade em acessar ou usar a página da assembleia no dia e horário abaixo divulgados, contate o suporte do SEESP pelos telefones (11) 3113-2678 / (11) 99478-8334 (WhatsApp), com Maurício, ou (11) 3113-2641 / (11) 99495-1619 (WhatsApp), com Antonio.

Assembleia Geral Extraordinária virtual dos engenheiros da CPTM

Data: 26/5/2021 (quarta-feira)
Horário: 18h (1ª convocação) e 18h30 (2ª convocação)

Pauta: deliberação sobre os rumos do movimento
Local: Link enviado por email



Lido 163 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda