GRCS

17/03/2021

Encontro de centrais e Doria fortalece ações contra pandemia e por proteção social

Agência Sindical

 

Dia 5 de janeiro, na primeira reunião do ano, as centrais sindicais definiram uma pauta unificada enxuta e foram para linha de frente das lutas econômicas e contra a pandemia. A pauta pleiteia vacina para todos; volta do Auxílio Emergencial de R$ 600,00; isolamento social; ações pró-emprego; e iniciativas solidárias a famílias vítimas da Covid-19.

 

Essa postura foi reafirmada última segunda-feira (15/3), em reunião presencial com João Doria, governador paulista. Participaram Sergio Nobre, CUT; Miguel Torres, Força Sindical; Ricardo Patah, UGT; Nailton F. de Souza, Nova Central; Adilson Araújo, CTB; e Antônio Neto, CSB.

 

O presidente da UGT, Ricardo Patah, falou com exclusividade à Agência Sindical. Confira os principais trechos:

 

Vacina - “Garantir vacinação é a prioridade. O governador ficou animado com a ideia das entidades sindicais disponibilizarem nossos espaços pra vacinação”.

 

Solidariedade - “Levamos a Doria solidariedade ante ameaças que ele e outros governadores têm sofrido por adotar uma postura ativa de combate ao novo coronavírus e pelo isolamento”.

 

Emprego - “Além de expor a pauta unificada, mostramos nosso apoio ao Bolsa-Emprego no Estado, durante a pandemia, a fim de garantir renda a trabalhadores sem condições de exercer suas atividades”.

 

Reuniões - “O governador fará encontros periódicos com as centrais e também chamará para reuniões com o secretariado.”

 

Setores - “A ideia é fazer também encontros focados em questões setoriais, do comércio, indústria e outros segmentos”.

 

Transporte - “Doria garantiu que, mesmo na Fase Emergencial, com menor circulação de pessoas, não reduzirá trens, ônibus e composições do metrô. Também pedimos rever o rodízio, para agilizar o trânsito nos horários de pico”.

 

CSB - Antonio Neto, presidente da central, comenta o encontro: “Nós somos adversários políticos, e não inimigos. Há dois inimigos que nos unem: o combate ao coronavírus e a Bolsonaro. Conte com o movimento sindical sempre em prol da vida e da ciência”.

 

Outras - As centrais continuarão a buscar diálogo com outros governadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lido 180 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda