GRCS

14/06/2018

PMSP negocia 0,01% de reajuste e servidores convocam assembleia no próximo dia 20

Comunicação SEESP

 

Os servidores da Prefeitura Municipal de São Paulo (PMSP) convocam Assembleia Geral Extraordinária na próxima quarta-feira (20/6), às 12h, na sede do SEESP. Na pauta, avaliação e deliberação sobre a resposta do Executivo às reivindicações dos profissionais e encaminhamentos da Campanha Salarial 2018; a luta pelo salário mínimo profissional e contra o Projeto de Lei nº 621/16.

 

Em última reunião do Sistema de Negociação Permanente (Sinp), realizada em 29 de maio último com a presença dos secretários Paulo Uebel (Gestão) e Caio Megale (Finanças), a PMSP afirmou que não pretende alterar a Lei nº 13.303/02 e, com base nela, seguirá neste ano com a política de reajuste de 0,01%.

 

Não obstante os protestos dos servidores, os representantes do Executivo utilizaram a maior parte da reunião para deixar claro que a prioridade é a aprovação do PL 621/16, que institui a previdência complementar, e que o alegado déficit do Instituto de Previdência Municipal de São Paulo (Iprem) é fator de “impedimento” de reposição de perdas inflacionárias.

 

Diante dessa posição, fica clara a política do governo municipal com relação aos servidores, em particular os engenheiros e demais categorias componentes da carreira QEAG (Quadros dos Engenheiros, Arquitetos e Geólogos), cujas perdas salariais acumuladas no período de 2016-2018, pelo Índice de Preços do Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), atingem 5,5%. Novamente, não valorizam a carreira dos profissionais conquistada com muita luta, uma vez que a inflação não reposta aniquila com os percentuais de evolução.

 

 

Serviço:
Assembleia Geral Extraordinária
Data: 20 de junho de 2018 (quarta-feira)
Horário: 12h (primeira convocação) - 12h30 (segunda convocação)
Local: Rua Genebra, 25, 2º andar, Bela Vista – São Paulo/SP

 

 

 

 

 

 

Lido 1877 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda