Logos

GRCS

barra manual redacao

padronizacao r

– Nas nossas publicações, utilizamos presidente, independentemente de gênero (portanto, não usamos presidenta).
– Utilizamos: presidente do SEESP, Murilo Pinheiro.
–Utilizamos sindicato, também quando é usado em substituição a SEESP, e 
não Sindicato, assim como conselho, em substituição a Crea, e não Conselho, e delegacia sindical (a menos que seja citado o nome completo: Delegacia Sindical do SEESP em ...). Utilizamos internet, assembleia, acordo coletivo, dissídio coletivo (a não ser que seja citado o termo completo: Assembleia Geral Extraordinária, Acordo Coletivo de Trabalho, Dissídio Coletivo de Trabalho).
– Utilizamos Departamento de Engenharia Civil, mas, para nos referirmos à profissão, engenharia civil, engenharia química.
– Após a citação pela primeira vez, a fonte deve ser mencionada na matéria pelo sobrenome (ou cargo). Caso se nomeiem as pessoas que constam da foto – e da matéria –, basta citar o sobrenome e, se houver necessidade, a organização que representa.
– capital paulista, interior paulista, litoral paulista (mas Capital, Interior, Litoral – quando se referirem a São Paulo); Estado (de São Paulo) em caixa alta e baixa (para publicações do SEESP); País em caixa alta e baixa quando se refere a Brasil. 
– Identificar a sigla do estado entre parênteses. 
Exemplos: São Bernardo do Campo (SP); Goiânia (GO).
– Utiliza-se em caixa alta Presidente da República, Governador do Estado, somente quando o detentor do cargo não for nomeado na matéria.
– Utilizar abril próximo, junho próximo (para identificar o mês subsequente) e dezembro último, janeiro último (para o mês que passou).
– Foi entregue o prêmio Personalidade da Tecnologia; o prêmio Personalidade Profissional (prêmio em caixa baixa).
– Evitar palavras estrangeiras. Quando necessário usá-las, devem ser grafadas em itálico. Exemplo: software, hardware, site, e-mail.
– Jornal do Engenheiro em negrito, assim como JE na TV.
– Deve-se colocar ponto em olho e legenda.
– Sempre procurar identificar o crédito da foto.
– Na capa, a indicação de página não é seguida de ponto e deve estar em itálico e negrito (exemplo:Página 4)
– Copa 2014, e não Copa de 2014; assim como Olimpíadas 2016, e não Olimpíadas de 2016.
– projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” (entre aspas e projeto em caixa baixa)
– Delegacia Sindical do SEESP em Campinas, em Jundiaí, na Baixada Santista, na Alta Mogiana (e não de).
– Quando o olho estiver junto a uma foto ou quadro, não utilizar fio na última linha. 
Cf. modelo no Editorial do JE 445 impresso.
 

Em Engenheiro XXI 
Os cursos vêm em negrito e somente a primeira palavra vem em alta e baixa, as demais, em caixa baixa. Exemplo: Pós-graduação em Mecânica de solos.
O nome da instituição vem em negrito e itálico. 
Utilizar preço ou custo, e não investimento.
Ordem alfabética dos cursos por local, na seção Cursos.

Siglas
– Até três letras, devem ser grafadas em caixa alta. Exemplo: USP, PUC.
– Com mais de três letras, que possam ser lidas como uma palavra, devem ser grafadas em caixa alta e baixa. Exemplos: Unicamp, Unesp. Exceção: SEESP (exclusivamente nos materiais do sindicato).
– Deve ser incluído o significado por extenso antes da sigla, a qual virá entre parênteses. Exemplo: Universidade de São Paulo (USP).
- siglas partidárias devem vir entre parênteses. Exemplo: deputado federal Ronaldo Lessa (PDT-AL).
– Em uma declaração entre aspas, se houver necessidade, deve ser colocada entre parênteses e em itálico a descrição de uma sigla, bem como a definição de uma palavra ou termo. Exemplo: “a pesquisa vem sendo feita na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)”.

Numerais, hora, ano
– Até dez, devem ser grafados por extenso. Acima de dez, na forma numérica. Exemplos: na assembleia havia 12 engenheiros/ na assembleia havia dez engenheiros.
– Não se coloca zero em data ou hora. Exemplo: 9 de fevereiro de 2014, às 19h ou 19h30 (e não 09 / o mês deve vir por extenso, não na forma numérica). 
– Escrever anos 1990 / anos 1980.

Fonte 
– Se a fonte for mais conhecida por um apelido, deve-se mencionar o nome completo e em seguida, entre vírgulas, o apelido. Exemplo: Antonio Augusto de Queiroz, o Toninho,; Paulo Pereira da Silva, o Paulinho.
– A menos que a fonte citada tenha feito a declaração em um evento, deve-se utilizar o verbo no presente (por exemplo: fulano afirma, enfatiza, destaca, propõe, conclui, defende). Se a citação referida se der em um evento, o verbo deve vir no passado). Evitar repetição de verbos, buscando sinônimos.

 

barra manual redacao

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp