Logos

GRCS

COMUNICAÇÃO - SEESP estreia Jornal do Engenheiro na TV

Avalie este item
(0 votos)

Rosângela Ribeiro Gil


Desde 30 de abril último, todas as segundas-feiras, às 23h30, vai ao ar pela TV Aberta de São Paulo o Jornal do Engenheiro, produzido pelo SEESP. Com meia hora de duração e formato dinâmico, o programa traz entrevistas, reportagens, notícias e divulga os serviços oferecidos aos associados ao sindicato.

Em breve, será possível assistir também em mais 48 cidades do Estado de São Paulo. A grade completa ficará disponível no site www.seesp.org.br.
“É mais um canal de comunicação com a categoria e a sociedade. O Jornal do Engenheiro, que tem mais de 30 anos na sua versão impressa, agora também está na televisão. É mais uma conquista dos engenheiros de São Paulo na era da informação”, observa o presidente da entidade, Murilo Celso de Campos Pinheiro.

Seguindo a mesma linha editorial dos demais veículos do SEESP, o JE na TV focará sua pauta no interesse dos engenheiros e dos trabalhadores em geral e nas bandeiras históricas da entidade, especialmente a luta pelo desenvolvimento sustentável. “A engenharia está totalmente inserida no debate sobre o futuro do País, nada mais natural que amplie sua comunicação com a sociedade”, completa Pinheiro.


Pauta
Na estreia, o JE na TV entrevistou o ex-reitor da USP (Universidade de São Paulo) Antonio Hélio Guerra, ícone da engenharia nacional, que falou sobre a evolução da profissão no País. Também entraram na pauta as campanhas salariais dos engenheiros de 2012. 

No programa exibido em 7 de maio, foi apresentado um projeto pioneiro do SEESP na área de educação, o Isitec (Instituto Superior de Inovação e Tecnologia), que oferecerá, a partir de 2013, a graduação em Engenharia de Inovação, além de cursos de pós e extensão, presenciais e a distância. Trouxe ainda o debate nacional sobre a realização da Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, que acontece no Rio de Janeiro em junho próximo, com os engenheiros Allen Habert, diretor do SEESP e da CNTU (Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados), e Rubens Harry Born, membro da Comissão Nacional da Rio+20.

O JE de 14 de maio apresentou o histórico da luta em defesa do piso profissional dos engenheiros, estabelecido na Lei 4.950-A/66. Colocou em pauta também a banda larga no País, ouvindo o membro da Coordenação Executiva do Coletivo Intervozes, João Brant, e o professor da Escola Politécnica da USP, Marcelo Zuffo.


Espaço a ser ocupado
O jornalista e professor da USP Laurindo Lalo Leal, em recente edição do VerTV, exibido pela TV Brasil e TV Câmara, colocou em debate a importância de os sindicatos ocuparem horário na televisão. “As lutas e as aspirações dos trabalhadores ainda têm pouco espaço na TV, mas já foi pior”, afirmou. A melhoria na situação, ponderou ele, dá-se exatamente pela iniciativa das entidades de produzirem seus próprios programas. “É a luta dos trabalhadores por um lugar na televisão.”

O esforço ajuda a reparar a falha na cobertura que a mídia comercial costuma fazer do movimento sindical, conforme aponta o jornalista João Franzin, apresentador do programa Câmera Aberta Sindical. “A pauta da grande mídia, na sua maior parte, está dissociada daquela da sociedade brasileira. Em relação aos trabalhadores, é preconceituosa”, critica.




Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda