GRCS

Engenheiro XXI – Brasil precisa de engenheiros de transportes

Avalie este item
(1 Votar)

O coordenador do Conselho Assessor de Transportes e Mobilidade Urbana do SEESP, Jurandir Fernandes, fala, nesta entrevista, das carências do País em termos de transportes e de como os profissionais da engenharia voltados ao setor são fundamentais, tanto na esfera pública quanto na privada. Apesar disso, o Brasil ainda não tem oferta adequada de cursos específicos de graduação. “São dois ou três apenas, o resto são especializações ou pós-gradua­ção”, informa ele, que assumiu em 16 de maio último a Presidência da seção da América Latina da União Internacional de Transportes Públicos (UITP). A novidade, segundo Fernandes, é que está em fase de elaboração projeto que cria a graduação em Engenharia de Transporte na Faculdade de Ciências Aplicadas da Universidade Estadual de Campinas (FCA-Unicamp), campus Limeira. 

Quais as dicas aos interessados em ingressar na área?

 Ainda temos poucos cursos de formação específicos. Há disciplinas voltadas ao tema em cursos de engenharia, principalmente nas modalidades civil e mecânica. As entidades representativas do setor, como a UITP, possuem farta documentação bibliográfica ligada à mobilidade. No Brasil há também entidades e universidades com bons acervos técnicos e científicos sobre transportes. Estudar e se dedicar, procurar eventos ligados ao tema, ligar-se aos que são do ramo, tudo ajuda a formar um bom quadro técnico e político no setor. 

Com as novas tecnologias, como o profissional deve se preparar?

 Deve ter atenção às áreas ligadas à mecânica veicular e ferroviária, telecomunicações, automação e veículos autônomos, inteligência artificial, tratamento de grande volume de dados (big data), energias renováveis. Atenção total ao mundo digital, já que quase toda a população urbana possuirá um smartphone dentro de poucos meses aqui no País. O desenvolvimento de aplicativos já está mudando a mobilidade urbana. 

Como é a atuação do engenheiro nesse setor?

Ele deve atuar na definição do projeto e de qual tipo de modal é o mais adequado ao número de passageiros que deve ser atendido. Será um sistema sobre pneus, trilhos? Em corredor exclusivo, subterrâneo, aéreo ou em superfície? Trata-se de um sistema formado por linhas troncais e alimentadoras? Deverão existir terminais de integração, onde, quantos? Isso é uma pequena amostra da fase de projeto, que ainda sofre fortes interferências das questões ambientais, das desapropriações necessárias, do ambiente político, bem como da aprovação da população local. 

Temos boas perspectivas nesse mercado no Brasil?

 As necessidades são imensas. O que nos paralisa são as crises econômicas e políticas que impõem descontinuidades nos investimentos em infraestrutura para o setor. O País carece de transporte urbano, rodoviário, portos, aeroportos e até mesmo de boas calçadas e ciclovias. Ou seja, mal resolvemos as coisas simples e de menor custo.

 

Qualificação
Isitec oferece cursos para aperfeiçoamento profissional

O Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec), mantido pelo SEESP, oferece uma grade de qualidade em educação continuada, com pós-graduação, extensões e cursos livres para ajudar no aprimoramento e capacitação profissionais. As inscrições estão abertas para pós em Gestão eficaz de escritórios de arquitetura e engenharia; BIM Master Modelador; Gestão de TI – com ênfase em inovação; Gestão de energia; e Engenharia de Segurança do Trabalho com ênfase na área rural. Mais informações e inscrições pelo telefone (11) 3254-6850, e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou no site www.isitec.org.br.

 

Congresso online em engenharia mecânica e automação

A constante atualização tecnológica e o aperfeiçoamento profissional são os principais desafios do mundo da engenharia e automação. Com o propósito de reunir e disponibilizar o que há de mais relevante nesses setores acontece a segunda edição do Congresso Nacional Online de Engenharia Mecânica e Automação (Conaenge). Dezenas de palestras serão disponibilizadas na internet de 14 a 18 de agosto próximo, gratuitamente. O evento, cuja primeira edição foi em 2016, conta com o apoio de diversas instituições de ensino em todo o País. Entre os temas que serão abordados estão elementos finitos, automação, termodinâmica, inovação, soldagem e simulação. Mais informações pelos telefones (51) 3490-3251 e 98444-5239 ou e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Inscrições em www.conaenge.com.br/conaenge-2017.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda