Logos

GRCS

EDITORIAL - Construir o Brasil: a pauta que merece ser discutida

Avalie este item
(0 votos)

        A iminente eleição de um novo governo é uma ótima oportunidade para que o País, a sociedade e os candidatos coloquem em debate as grandes questões nacionais que devem ser tratadas. O Brasil, que felizmente voltou a crescer nos últimos anos, necessita ainda de muitos avanços para se tornar de fato um país desenvolvido economicamente e igualitário socialmente. Se queremos, no futuro próximo, garantir à nossa população condições dignas de vida, assegurando moradia, saneamento, energia, saúde, educação e emprego a todos, é preciso trabalhar muito e com metas corretas.
         Os engenheiros de São Paulo e de todo o País vêm dando a sua contribuição nesse sentido com o projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, atualizado em 2009, que foi enviado aos candidatos com as propostas da categoria para que haja desenvolvimento com sustentabilidade e inclusão social. Uma nova iniciativa, com o mesmo objetivo, foi apresentada pela CNTU (Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados), que lançou em setembro um “Manifesto aos candidatos nas eleições 2010”. O documento propõe maior equilíbrio social, respeito à vida e valorização da inteligência e do conhecimento (veja aqui reportagem sobre o assunto).
        Criada em 27 de dezembro de 2006, a CNTU, hoje formada pelas federações dos Economistas, Engenheiros, Farmacêuticos, Médicos, Nutricionistas e Odontologistas, cumpre com isso um papel que está na sua gênese: dar voz às ideias dos profissionais universitários, que somam 10 milhões de brasileiros. Esse contingente qualificado, por um lado, apresenta suas reivindicações de melhores condições de vida, que não são prerrogativa exclusiva dos cidadãos de menor renda, por outro, está a postos, pronto a dar sua colaboração para construir o País que todos desejam. É nesse espírito que assinala o manifesto: “Afirmamos a importância do nosso trabalho na construção de laços mais solidários entre as camadas médias e a grande maioria do povo brasileiro. A riqueza e a produtividade são crescentes e há recursos técnicos, financeiros, humanos e culturais suficientes para resolvermos a grande maioria dos problemas que nos afligem. Nesse processo, devemos ser construtores e protagonistas de um país empreendedor.”
         Enviado também a todos os que concorreram a cargos majoritários neste ano, inclusive os que disputam agora o segundo turno das eleições presidenciais, o manifesto da CNTU faz um chamado a esses para que assumam um compromisso com o futuro do Brasil. Apela para que se empenhem no sentido de livrá-lo das mazelas das quais padece desde sempre. Lembra ainda que, em 12 anos, comemoraremos o bicentenário da Independência, o que se constitui numa oportuna agenda para a ação necessária.

 

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda