Logos

GRCS

16/08/2010

Reforma financeira e tributária é meta de Levy Fidelix

Avalie este item
(0 votos)

       Dando continuidade ao ciclo de debates “A engenharia, o Estado e o País”, o SEESP recebeu no dia 13 de agosto o candidato pelo PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) à presidência, Levy Fidelix. Na oportunidade, ele apresentou o seu programa de governo, batizado de “Decálogo do Brasil pra frente”. 
       Conforme Fidelix, o plano prevê mudanças no modelo de desenvolvimento nacional, reforma Constitucional, transformação do programa Bolsa Família, eliminação de impostos sobre alimentos da cesta básica, entre outros objetivos. “O setor bancário-financeiro sempre foi o mais privilegiado, em detrimento dos setores produtivos. Vamos inverter essa ótica perversa do atual modelo de desenvolvimento nacional”, afirmou.
       Outra proposta do candidato é reformular o sistema financeiro para reduzir a carga tributária nacional, bem como readequar melhor o equilíbrio nas arrecadações por parte da União, Estado e municípios. 
       O Bolsa Família é outro item que sofrerá mudanças caso Fidelix seja eleito. “Vamos transformar o programa atual em salário-família, que passará dos atuais R$ 120,00 para R$ 510,00”, promete.
       Outra novidade do presidenciável é a eliminação de impostos sobre dez alimentos da cesta básica e a criação do título cidadania Brasil 21. “A União concederá a cada brasileiro que nascer um título de cidadão equivalente a quatro salários mínimos, hoje calculado em R$ 2.040, que poderá ser resgatado após o beneficiário completar 21 anos de idade. Esse valor será corrigido e cada brasileiro poderá começar a sua vida optando por um ensino de qualidade ou mesmo pela compra da casa própria. Temos que projetar o Brasil para o futuro com medidas ousadas e criativas”, acredita. 

 


       Para jovens entre 18 e 30 anos, Fidelix criará também um banco de poupança, emprego e desenvolvimento econômico que disponibilizaria empréstimos a custos subsidiados de 3% ao ano. “Seria uma ajuda imediata para o jovem formado antecipar a sua entrada no mercado de trabalho. Assim, o dentista poderá ter seu consultório e o advogado seu escritório, por exemplo”, disse.
       Fidelix propõe ainda desenvolver o Centro-Oeste brasileiro com construções planejadas, conforme Juscelino Kubitschek fez em Brasília. “Atualmente a estrutura nacional tem 70% do desenvolvimento focado em torno do litoral. É fundamental mudarmos esse cenário”, mencionou. 
       O candidato falou ainda sobre transportes. Segundo ele, o trem-bala que ligará São Paulo ao Rio de Janeiro será concebido graças ao seu projeto do Aerotrem. “É um transporte muito mais barato e rápido, inclusive na construção.”
       Na área de educação, Fidelix defendeu a alfabetização informatizada nos ensinos básico e médio. Em habitação, propôs ampliação da rede de financiamentos com prazos de até 50 anos. Já na área de segurança, a ideia é implantar presídios de segurança máxima em ilhas e navios.
       Para a saúde dos brasileiros, o candidato defende a ampliação dos prontos socorros, das unidades de resgate e serviço odontológico obrigatório. 
       Sobre a infraestrutura nacional, Fidelix fará uma nova frota de cabotagem, ampliação dos aeroportos, construção de aerotrens e monotrens, ampliação do potencial hidroelétrico, novas usinas atômicas, construção de novas estradas e promoverá a inclusão digital. “Para o Brasil se tornar uma potência do século XXI, é fundamental reequipar as nossas forças armadas para atuar em terra, no ar e no mar, inclusive atomicamente. Não podemos abrir mão do urânio, caso contrário não seremos respeitados”, finalizou.

 

 

Lido 2683 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp