GRCS

15/05/2014

Movimentos urbanos e rurais protestam em todo país nesta quinta

Desde o início da manhã desta quinta-feira (15/5), integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) fazem uma série de bloqueios de vias na capital paulista. As ações fazem parte do protesto “Copa sem povo, to na rua de novo!”, que também promove hoje, a partir das 17h, uma passeata. Às 14h, o MTST e o Movimento dos Trabalhadores Rurais em Terra (MST), que também integra a ação, dão uma coletiva de imprensa no auditório do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP).


Foto: MTST/divulgação
radial leste itaquerao

Sem-tetos realizam manifestação na Radial Leste, em frente ao Itaquerão, Zona Leste de S. Paulo

As manifestações desta manhã ocorrem na Radial Leste, em frente ao Itaquerão, com cerca de 1.500 pessoas da Ocupação Copa do Povo (MTST); na Marginal Pinheiros, próximo à Ponte João Dias, onde se concentram cerca de 2.000 pessoas das Ocupações Nova Palestina e Dona Deda (MTST); Marginal Tietê, próximo à Ponte Estaiadinha, com a presença de 300 pessoas da Ocupação Estaiadinha (MTST); Giovanni Gronchi, próximo ao Shopping Jardim Sul, com pelo menos 500 pessoas das Ocupações Faixa de Gaza e Capadócia (MTST); Ponte do Socorro, onde cerca de 800 pessoas da Ocupação Anchieta Grajaú (Nós da Sul).

Também ocorrem manifestações em outras capitais do país, ligadas ao MTST e a movimentos da Frente de Resistência Urbana, como Brasília (DF), Palmas (TO), Curitiba (PR) e Belém (PA).

Entre as reivindicações dos movimentos sociais envolvidos nas ações deste 15 de Maio, que vem sendo chamado 15M, em alusão ao 15M espanhol - protesto que ocorreu em Madri, contra a crise econômica europeia, em 2011, que passou a ser chamado também de Indignados -, estão: o controle público do reajuste de aluguéis urbanos estabelecendo o índice inflacionário como teto, para combater a especulação imobiliária que afeta os trabalhadores mais pobres; política federal de prevenção de despejos forçados, com a formação de uma Comissão de Acompanhamento, ligada a Secretaria Especial de Direitos Humanos; mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida, fortalecendo a modalidade Entidades e com regras que estimulem melhor localização e maior qualidade das obras.


Imprensa SEESP
Com informações MTST






Lido 1527 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda