GRCS

08/05/2013

Prefeitos do ABC pedem metrô até Diadema

A ampliação da malha metroviária pautou as discussões da assembleia do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, realizada no dia 6 último, com presença do secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes. Na ocasião, o titular assumiu o compromisso de estudar a extensão da Linha 18 (Bronze) do Metrô até Diadema. A demanda foi sugerida a partir do terminal de partida do Corredor Leste/Oeste de São Bernardo, que será construído dentro do município administrado por Lauro Michels (PV). O Estado analisará a possibilidade de uma das linhas do Metrô (Lilás ou Azul) sair desse ponto.

De acordo com a coordenadora do GT de Mobilidade do Consórcio, Andrea Brisida, outro ponto de destaque em relação ao Metrô foi o pleito do prefeito Luiz Marinho, para que a primeira fase de obras - que ligará a Estação Tamanduateí ao Paço de São Bernardo - seja estendida até a Estação Djalma Dutra, na Avenida Faria Lima. "Isso certamente causará impacto financeiro e de tempo, porque essa estação estava prevista para a segunda fase do projeto. Mas o secretário [Jurandir Fernandes] entendeu que se houver atraso na obra, será para o bem. O Estado se demonstrou sensível a tentar solucionar o problema na integração Leste-Oeste", afirmou a coordenadora.

O prefeito de São Caetano, Paulo Pinheiro, por sua vez, comemorou o sinal positivo do secretário estadual para duas solicitações de mudanças de estações da futura Linha 18. A sugestão é que as paradas projetadas para a Avenida Goiás e Praça Mauá sejam transferidas para as redondezas da Avenida Presidente Wilson e Guido Aliberti, respectivamente.

A Linha 18 do Metrô passará por Santo André, São Caetano e São Bernardo, totalizando 20 km de extensão, 19 estações, 25 trens, 2 pátios e 4 terminais integrados, atendendo aproximadamente 400 mil usuários por dia. A projeção é de o intervalo entre os trens ser de menos de três minutos. O orçamento total gira em torno de R$ 4 bilhões.

Revitalização
Os projetos de revitalização nas estações do Expresso ABC, incluindo a nova estação Pirelli, também esteve em foco durante a reunião. O secretário Jurandir Fernandes anunciou que todas as estações da Linha 10 (Turquesa) da CPTM serão reestruturadas até 2014. Três lotes de edital, em julho, agosto e outubro, iniciarão o processo de obras, exceto na estação Tamanduateí, já transformada quando da sua interligação com o Metrô. Os detalhes desse processo de revitalização serão tratados pela equipe técnica da secretaria em uma reunião no Consórcio a ser agendada nos próximos dias.

Integração tarifária
Outra demanda regional, a integração de tarifas com participação da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e da CPTM também foi discutida durante a assembleia de prefeitos. De acordo com Andrea Brisida, a EMTU elabora um estudo que deve ser compactuado com o projeto desenvolvido pelo Consórcio como parte integrante do Plano de Mobilidade. "O nosso estudo ficará pronto em julho. O Estado tem avançado nessa questão, mas não sabemos quando estará completo", comentou.

O Conselho de Desenvolvimento Metropolitano deve debater as questões apresentadas pelo Consórcio em reunião que será realizada no dia 26 de junho.


Fonte: Repórter Diário




Lido 3066 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda