GRCS

08/05/2013

Aluno de Engenharia conquista segundo lugar no Desafio Suécia

Rodrigo Hyago de Araújo Pereira, aluno do curso de Engenharia Ambiental do Instituto de Geociências da Unesp, Câmpus de Rio Claro, obteve o segundo lugar no Desafio Suécia - Brasil Sem Fronteiras. A competição online contou com a participação de mais de três mil estudantes de graduação do país.

O estudante defendeu sua reflexão sobre a Tetra Pak, a tecnologia em embalagens que os suecos desenvolveram na década de 1950 e conquistou o segundo lugar geral da competição. Como prêmio, ganhou um estágio remunerado de quatro semanas no verão de 2013 (junho-julho) no Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB), onde ele trabalhará com iniciativas ligadas ao programa Ciência sem Fronteiras.

A promoção é do Swedish Institute – Students Competition, em conjunto com 14 universidades suecas e o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro. O desafio foi aberto a estudantes brasileiros atualmente inscritos em um programa de graduação. Todo o processo, etapas e a final, foram exigidos em língua inglesa.

O Desafio consistiu em várias etapas. A primeira, totalmente online, teve quatro passos: dois testes, o primeiro sobre as ligações e colaborações entre a Suécia e o Brasil; e o segundo sobre inovações suecas e sistema de educação e indústria sueca. Cada um possuía 10 questões alternativas, e valiam 10 pontos no máximo, totalizando 20 pontos com o acerto total dos dois testes.

O passo seguinte, e mais importante (pois valia metade dos pontos – 20 no máximo), foi a elaboração de uma reflexão pessoal, também em inglês, sobre uma inovação sueca. Essa reflexão/redação era de no máximo de 300 palavras, onde era necessário escolher uma inovação sueca e refletir sobre como ela melhorou/poderia melhorar a sua vida no Brasil. O último passo online foi o envio de documentos acadêmicos: histórico escolar e comprovante de matrícula.

Essa etapa encerrou-se no dia 8 de abril. De 3 mil participantes, , seis foram selecionados para a segunda e última grande etapa, de acordo com a soma da pontuação obtida nos teste e redação, sendo o máximo de 40 pontos.

Dentre os seis finalistas havia, além de Pereira, dois estudantes da USP, um da Unicamp, um da UFRN, um da UFMG. Eles foram até a Câmara de Comércio Sueco-Brasileira, localizada em São Paulo, SP, para apresentar suas reflexões sobre as inovações suecas a um júri, formado por Alessandra Holmo, Diretora Executiva do Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB), Magnus Robach, Embaixador da Suécia no Brasil e Donnie Lygonis, Gerente de Tecnologia de Transferência @ KTH Inovação; além da presença de representantes das 14 universidades Suecas que vieram prestigiar a final do Desafio Sem Fronteiras.

 

Fonte: Unesp




Lido 2307 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda